Cinderela: Releituras que valem a pena conhecer

terça-feira, novembro 22, 2016


Aposto que você já ouviu falar da história da Cinderela seja através dos livros ou das adaptações para o cinema. A história fez e faz tanto sucesso até hoje que vire e mexe surge uma releitura, umas com maior visibilidade outras nem tanto. Atualmente como se fala muito em representabilidade separei alguns filmes que fazem uma releitura desse clássico tão querido e aposto que você vai encontrar pelo menos uma para se identificar. 



A Nova Cinderela:
Hilary Duff vive Sam Montgomery, uma adolescente que, ao perder o pai e a mãe, tem que enfrentar a cruel - e obcecada por operações plásticas - madrasta e suas duas filhas malucas. Na escola ela está no grupo dos deslocados e que nãos e encaixam em nenhum grupo, é durante o trabalho de garçonete na lanchonete do falecido pai que ela conhece seu "príncipe encantado" Austin Ames, ninguém mais ninguém menos que o garoto mais popular do colégio. 




Para Sempre Cinderela: Com Drew Barrymore na pela da princesa,  traz a rainha da França narrando a história de sua tataravó, Danielle de Barbarac. Criada como empregada pela madrasta após a morte do pai, Cinderela sofre nas mãos da meia-irmã mais velha, Marguerite, e da "mãe postiça". Os maus tratos, no entanto, não impedem que ela se torne uma moça meiga e otimista e que seu destino se cruze com o do encantador príncipe Henry.


Rags - O Poder da Música: segue a história de Charlie Prince, um órfão que vive com o padrasto. Charlie sonha em ser um cantor, e enquanto ele é talentoso com a sua voz, pode escrever músicas, ele não consegue pegar uma pausa. KaDee Worth, por outro lado, é a filha do magnata da música Reginald Worth, e é um fenômeno do Pop Internacional. Enquanto o mundo conhece como uma superstar glamourosa, ela está secretamente frustrada por cantar musicas de outras pessoas, e o usar de roupas das outras pessoas que escolhem para ela. KaDee quer que o mundo ouça e veja seu verdadeiro talento. Apesar de todos os obstáculos que é jogado à seu jeito de ser, uma vez que Charlie e KaDee encontram um ao outro, cada um deles finalmente consegue o que tem procurado: uma voz, um palco, o público e entre si. As músicas e as coreografias são contagiantes impossível não cantar e querer saindo dançando.


Uma Garota Encantada: traz Anne Hathaway na pele de Ella, jovem que recebe de sua fada-madrinha Lucinda o dom da obediência. A menina passa a vida obedecendo todas as ordens que recebe, até descobrir que o dom é, na realidade, uma maldição. Dessa forma, Ella fará de tudo para quebrá-la e viver com o grande amor de sua vida. Esse é aquele filme amorzinho bem no estilo contos de fadas que a gente ama.




A Nova Cinderela – Era uma vez uma canção:  Aqui Lucy Hale ( a Aria de Pretty Little Liars) vive uma princesa pra lá de moderninha nesta versão musical do clássico. Na trama, Katie tem o sonho de se tornar uma famosa cantora, mas as constantes armações da cruel madrasta e sua filha acabam atrapalhando os planos de sucesso da moça e a afastam do amor de sua vida.



Outro Conto Da Nova Cinderela: nesta versão temos Selena Gomez no papel da gata borralheira. Este filme é a sequência do filme protagonizado por Hilary Duff e, apesar de seguir a premissa clássica, traz a jovem princesa como uma menina descolada. Inclusive, ao invés do sapatinho de cristal a nossa protagonista perde um IPOD.


Cinderella: Representatividade importa e muito! Este filme é um musical multirracial que aborda o a histórica clássica acrescentando elementos complexos de uma forma simples. É uma pena esse filme não ser tão conhecido. No elenco temos Whitney Houston e Whoopi Goldberg abrilhantando essa versão de Cinderela De Rodgers & Hammerstein. Não posso deixar de citar que o longa  trouxe a atriz Brandy Norwood como a primeira Cinderela Negra da ficção. 

Vale a pena lembram que no filme Caminhos da Floresta temos a participação da Cinderela interpretada pela atriz Anna Kendrick (A Escolha Perfeita). Não citei aqui a versão de 2015 do filme Cinderela pois ele não é uma releitura e sim a versão  live-action da animação de 1950.  Mas agora me contem qual a versão favorita de vocês? 



Você Pode Gostar Também

8 comentários

  1. Ai, que post maravilhoso! Adorei e eu não conhecia esse último. Adoro essas releituras que trazem a discussão de representatividade. Gostei muito de saber que existe um filme representando a Cinderela como negra!

    No meu blog está rolando um sorteio de "Harry Potter e a criança amaldiçoada" :) http://www.arteceteras.com/2016/11/sorteio-harry-potter-e-crianca.html?m=1

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ai caraca, os únicos filmes que eu não conhecia são esses que envolvem música e principalmente aquele sequência da Nova Cinderela (que eu amo!), os outros, até mesmo a cinderella eu assisti na TV aberta. Ele na verdade é um musical muito bem bolado. Tem também uma versão bacana do musical Caminhos da Floresta (aquele que o Johny Deep faz o lobo mal).

    Até mais!
    womenrocker.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Difícil escolher preferido porque Cinderella é 'apenas' minha princesa favorita! rs Mas, tirando o Cinderella de 2015 que, como você bem colocou, não é uma releitura, mas a própria história de Ella, eu sou muito apaixonada por Para Sempre Cinderela, é do tipo que amei desde a primeira vez que vi! <3
    Adorei sua lista e devo confessar que não conhecia essa versão com a Anne Hathaway e fiquei curiosíssima pra ver! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
  4. Lembro quando assisti A Nova Cinderela pela primeira vez.
    Fiquei apaixonada pela Hilary <3

    ResponderExcluir
  5. Eu nem sabia que existiam tantas releituras assim! Adorei. Eu nao me canso de assistir "Pra sempre Cinderela", acho maravilhosamente bom. Muito legal seu post. Beijos

    http://www.verdadeescrita.com/ja-pensou-que-louco/

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito do pra sempre cinderela e fiquei bem curiosa pelo último filme, pena que é musical hahahahaha
    Não entendi a ligação do filme rags com o tema.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nana o filme Rags é a versão masculina da Cinderela.

      Excluir
  7. Nunca me cansarei de ler esta história, é linda. Amei o filme de 2015, não posso esquecer o quão bonito era o vestido azul na dança. O papel do principe era adorável, Richard Madden é um ator carismático e talentoso. Na série Game of Thrones visualmente nos limpa os olhos, e na verdade não a perderei, para uma tarde de lazer é uma boa opção.

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.