Milagre na cela 7

by - quinta-feira, abril 23, 2020


A versão turca do filme Milagre na cela 7 tem tido uma grande repercussão nas últimas semanas, principalmente  por sua capacidade de levar os telespectadores as lágrimas. Depois de ver várias pessoas falando o quanto este filme é incrível, emocionante e que precisa ser visto o quanto antes, fiquei curiosa para saber se a produção é realmente tudo isso que estão falando por aí. 

Originalmente a história foi lançada em 2013, na Coréia do Sul (trailer). O filme fez tanto sucesso por lá que acabou entrando para o Top 5 das maiores bilheterias do país. Com a repercussão o filme acabou chamando a atenção e ganhando alguns remakes. O primeiro foi a versão indiana lançada em 2017, depois em 2019 vieram a versão filipina e a turca. 



Na trama conhecemos Memo (Aras Bulut Iynemli), um homem com deficiência intelectual, que vive com sua avó e sua filha Ova (Nisa Sofiya Aksongur). Já nos minutos iniciais podemos notar como a relação de Memo e Ova é forte, tanto que em alguns momentos é notável a inversão de papéis. Conforme a história avança ocorre um acidente que ocasiona a morte da  filha de um militar local,  onde Memo é acusado injustamente de ser o culpado, sendo assim, preso e condenado a pena de morte. Depois vamos acompanhando as tentativas de provar a inocência de Memo, a busca pelo reencontro de pai e filha até finalmente chegarmos o milagre na cela 7, que dá título ao longo. 

O filme é uma mistura de Uma Lição de Amor com À Espera de um Milagre, mais uma coisinha ou outra. Naquele estilo copia, mas não faz igual. Depois de 2 horas e 12 minutos entendi o motivo das pessoas dizerem o quanto se emocionaram com a história de Memo e Ova. 


Se você está acostumado a assistir ou ler  tramas dramáticas já deve estar acostumado com certos recursos que são utilizados para levar o público as lágrimas. Aqui esses recursos são utilizados com excesso, justamente para causar a sensibilização em quem assiste. O foco no drama acaba deixando algumas pontas soltas, e se tornando previsível em alguns momentos.  Milagre na cela 7, apesar de não me levar as lágrimas cumpre seu papel como um filme dramático, e boa parte desse feito é mérito da atriz que interpreta Ova, e a dinâmica dela com o ator que interpreta o Memo.  Respondendo a pergunta se o filme é realmente tudo o que estão falando, a minha resposta é não. É um bom filme, mas nada extraordinário, mas minha dica é: se você ficou curioso assista e tire suas próprias conclusões. 



Porém, a questão que me fez fazer esta postagem é que ao meu ver este não é um filme que eu recomendaria para assistir em família, ou nesse momento que estamos vivendo, afinal o filme traz temas como morte, violência e corrupção. Ainda que tenha momentos leves, isso é uma pequena parcela. Assim como o "milagre" que dá o tema ao filme só vem depois de muito sofrimento. 

Mas se você está buscando um filme para se emocionar vou recomendar cinco títulos, tentando fugir dos mais conhecidos, são eles: 


Filhos do Paraíso (Children of Heaven): Filhos do Paraíso conta a estória de Ali (Amir Farrokh Hashemian) é um menino de 9 anos proveniente de uma família humilde e que vive com seus pais e sua irmã, Zahra (Bahare Seddiqi). Um dia ele perde o único par de sapatos da irmã e, tentando evitar a bronca dos pais, passa a dividir seu próprio par de sapatos com ela, com ambos revezando-o. Enquanto isso, Ali treina para obter uma boa colocação em uma corrida que será realizada, pois precisa ganhar o de prêmio do terceiro lugar que nada mais é que um sapato, o qual ele dará a a irmã. 
Onde Assistir:  Prime Video


Como Estrelas na Terra (Taare Zameen Par): O jovem Ishaan tem muita dificuldade para se concentrar nos estudos, e mal consegue escrever o alfabeto. Depois de diversas reclamações da escola, o pai, que acredita que Ishaan não faz as tarefas por falta de compromisso, então decide levá-lo a um internato, o que leva o menino a entrar em depressão. Mas, um professor substituto de artes, Nikumbh, logo percebe o problema de Ishaan, e entra em ação com seu plano para devolver a ele a vontade de aprender e, sobretudo, viver.
Onde Assistir:  Netflix 

A Ganha-Pão (The Breadwinner): Parvana (Saara Chaudry) é uma jovem que vive em um Afeganistão governado pelas forças do Talibã. Quando seu pai é preso de maneira injusta, ela precisa se disfarçar como um menino para trabalhar e garantir o sustento de sua família.
Onde Assistir: Netflix 


                                                                              
Ironias do Amor: Charlie é um cara muito pé no chão com seu futuro já traçado desde cedo e Jordan é seu total oposto, uma mulher linda mas totalmente maluca. O amor é praticamente a primeira vista, pelo menos para Charlie. Mas imagine um relacionamento que começa da forma mais bizarra possível e que passa pelas maiores catástrofes possíveis, e as pessoas não tem nada em comum. Assim é o relacionamento dos dois, algo aparentemente sem o menor sentido e que tem tudo para dar errado naquele momento da vida deles. A grande ironia é que a única chance que lhes restam é dar o famoso tempo ao tempo. Jordan acredita que tudo dependendo do que os destino nos reserva,  já Charlie que nosso destino somos nós que fazermos, e ainda há quem diga que "O destino é a ponte que construímos até a pessoa amada", mas afinal quem tem razão?
Onde Assistir: Prime Video

Viva - A Vida é Uma Festa: No filme acompanhamos Miguel é um menino de 12 anos que quer muito ser um músico famoso, como seu ídolo, Ernesto de la Cruz, porém existe um pequeno detalhe que faz toda a diferença na história, ele nasceu em uma família que baniu a música de suas vidas. Já no inicio ele nos conta o motivo de isso ter acontecido aos mesmo tempo que nos mostra o tamanho de seu amor pela música. Em meio a esse pequeno dilema ele precisa lidar com sua família que desaprova seu sonho e ele se vê dividido entre sua felicidade e manter sua família feliz. Determinado a provar seu talento e correr em busco de seus sonhos, Miguel acaba indo parar no Mundo dos Mortos seguindo uma misteriosa sequência de eventos. Ao longo do caminho ele conhece o trapaceiro encantador Hector, e juntos eles partem em uma jornada extraordinária para conseguirem conquistar aquilo que tanto desejam. 
Onde Assistir: Youtube


Agora me contem vocês já assistiram ao filme Milagre na cela 7? Se sim, o que acharam? Ah, e não deixem de compartilhar também algum filme que você acha emocionante e que vale a pena ser assistido. 

Você pode gostar também

10 comentários

  1. Eu vi esse filme eu adoreiii! Muito lindo. Beijos e ótima indicação

    Segredosdamarii.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não vejo esse tipo de filmes, acho que tenho um trauma com filmes dramáticos, a não ser que sejam inspiradores. Por exemplo, um dos meus filmes preferidos é o "Em busca da felicidade" com o Will Smith. Começa com muito drama no início, mas acaba muito bem.

    ResponderExcluir
  3. Eu estou tomando coragem para assistir esse filme. Sou muito sensível a esse tipo de assunto e acho que vou chorar demais.So trailer me deixou com um no na garganta. Espero ter coragem para ver em breve. Adorei as indicações no final do post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu amo quando leio resenhas sinceras e que não seguem modinhas!! Muito bom saber mais da sua visão do filme. Sinceramente, tenho um bloqueio em assistir filmes que todos estão falando no momento, principalmente porque não quero ter minha opinião influenciada pela maioria. Fiquei muito curiosa em saber mais do filme, mas acho que vou esperar um tempo, já que estou meio sensível para dramas, no momento kkkkkk
    Um filme que eu tô LOUCA para assistir é Como Estrelas na Terra. Sei que vou chorar horrores, então vou esperar um pouco também, mas é um filme que tenho certeza que vou me apaixonar!!
    Amei sua crítica, ficou incrível!

    ResponderExcluir
  5. Já vi MUUITO sobre a repercussão do filme e tô louca pra assistir! Só falta preparar os lencinhos e ficar preparada psicologicamente para chorar. Talvez realmente não seja o melhor momento pra assistir! Valeu por avisar que não é um filme família, vou seguir o seu conselho guardar pra ver o filme em uma boa hora.

    ResponderExcluir
  6. Oie!!!
    Seguindo o blog, muito lindo aqui!!!
    Ainda não vi esse filme, mas o tanto que as pessoas estão falando sobre ele, mais cedo ou mais tarde irei vê-lo.
    Sobre os cinco títulos extras: eu só assisti o "Ironias de Amor" e é MARAVILHOSO! Eu amei muito, a lição, tudo. Muito perfeito! ♥
    Amei o post e o blog.
    Beijos!
    Gêmeas De Rosa

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei MUITO da sua perspectiva! Também ouvi falar muito do filme e de como ele é emocionante, mas ainda não assisti. Tenho certeza de que vou me emocionar, pois sou uma manteiga derretida...mas também tenho um olhar bem crítico e não gosto de pontas soltas..hehehe. Acho que vai ser interessante assistir já sem tantas expectatvias.

    Ah, e eu AMEI sua ideia de indicar outros filmes ao final, devido ao momento que estamos passando! <3

    ResponderExcluir
  8. Olá Ane, tudo bem? Nossa eu vi tanta gente falando sobre esse filme, dizendo que chorou litros e que o filme é ótimo, fiquei realmente curiosa, mas confesso que não sou fã do gênero drama, a vida da gente já é muito triste pra ficar vendo mais tristeza na arte. Gostei da sua opinião, realmente esses apelos que alguns filmes fazem pra te fazer chorar ficam mto exagerados em algumas produções, por causa disso já decidi que vou passar a oportunidade de ver esse filme. Gostei das outras indicações, eu amo o filme Viva: a vida é uma festa, uma das produções da Disney/Pixar que eu mais gosto! Nem vou me atrever a ver as suas indicações de filmes pra chorar de verdade, colocou animais em filmes eu fujo correndo!!! Obrigada pela crítica sincera!!! Bjoo

    ResponderExcluir
  9. Gente, onde eu estava que não ouvi falar desse filme? Ai, eu adoro um drama, apesar de ter problema com esses recursos da dramaticidade forçada, e já sei que, mesmo com seus defeitos, ia me fazer chorar bastante. Logo que começou sua resenha já pensei em Uma Lição de Amor, é claro. Aquele lá, nossa, acho uma obra de arte.
    Porém, concordo, são temáticas em que a gente precisa ter muuuito cuidado nessa época onde tá todo mundo tão mais frágil. Pertinente seu aviso!

    ResponderExcluir
  10. eu assisti esse filme, ele é bom, o que eu achei maravilhoso foi a química de Ova e Memo, quando os dois estavam na tela eu sempre me emocionava. Concordo em alguns pontos na sua resenha, ele não é mesmo um filme pra ver com a família.
    E quando me indicaram o filme e me contaram do que era imediatamente eu lembrei da A Espera de um milagre.
    Amei sua lista de inidcações de filmes, coco é um filme que eu chorei bastante assistindo, vou ver se consigo assistir os outros <3
    http://entrenospicio.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique à vontade para comentar. Obrigada pela visita e volte sempre!

Instagram