Como Parar de Se Sentir Uma M*Rda

by - terça-feira, outubro 02, 2018


Como parar de se sentir uma m*rda oferece informações objetivas sobre os comportamentos autodestrutivos mais comuns que as mulheres tendem a repetir Com uma abordagem inovadora, direta e sensível, a autora best-seller Andrea Owen, por meio das próprias experiências, expõe o que há por trás dos principais problemas de autoestima feminina e oferece exercícios e ferramentas práticas para lidar com todas as dificuldades e inseguranças, encontrando o caminho definitivo para o empoderamento. A leitora vai aprender, de forma leve e divertida, a superar questões como a síndrome da impostora, técnicas para lidar com o perfeccionismo e, também, a identificar os 14 hábitos mais recorrentes que levam muitas mulheres a se autossabotarem. Como parar de se sentir uma m*rda é um guia de autocuidado que conta com estratégias de desenvolvimento pessoal para a autoconfiança de mulheres fortes em um mundo cheio de cobranças e ainda tão estruturalmente desigual.
📖Skoob 👍Avaliação Final:  ✩ 

Eu sei que a maioria das pessoas fogem quando se deparam com um livro categorizado como de autoajuda, mas mesmo sabendo que este não é o gênero preferido da maioria dos leitores acredito que quando nos deparamos com livros que abordam assuntos importantes devemos falar sobre. Então espero sinceramente que você leia esta resenha até o fim, ainda que essa não seja sua praia.  Afinal em tempos onde a maioria prega a lei do desapego e o ligar o foda-se é importante vermos que existe uma outra alternativa. 

Como Parar de Se Sentir Uma M*Rda, da coach americana Andrea Owen traz 14 hábitos que impedem a maioria das mulheres de serem felizes. Isso mesmo, você não leu errado, esse livro foi feito para conversar com o público feminino e funciona muito bem como uma conversa entre amigas, mas não substiui a ajuda profissional, nem ter pessoas em que você confie para conversar sobre aquilo que não está de fazendo se sentir bem.

Quando reuni os 14 hábitos, comecei a entender que, embora a vida nos derrube, são esses hábitos que nos mantém lá embaixo. 

Inicialmente Andrea nos conta como foi para ela chegar ao fundo do poço, sua motivação para o livro e como podemos aproveitar a leitura ao máxima, para só depois falar sobre  os sabotares da nossa felicidade. 

A escrita da autora é fluída e acessível, porém não consideraria uma leitura rápida, pois em cada capítulo ela fala sobre um hábito nocivo praticado pela maioria das mulheres, dá alguns exemplos reais e/ou fictícios, nos mostra como eles geralmente se apresentam, como podemos resolve-los e também traz alguns exercícios para praticarmos, do contrario do que serviria todos as dicas se não for para colocarmos em prática?.  Ou seja é um livro que precisa ser lido com calma, às vezes sendo necessário reler algumas partes antes de avançar para o próximo capítulo, afinal ele apresenta assuntos que não são debatidos nas conversas rotineiras na maioria da vezes. 

A maior parte da nossa solidão não acontece porque não conhecemos pessoas suficientes, e sim porque não nos sentimos suficientemente próximas de algumas delas.

Talvez no primeiro capítulo você já se identifique com os relatos da autora, e continue a leitura animada pelo que pode aprender, talvez você leia e isso ative alguns gatilho e faça você repensar a maneira que você leva sua vida, e vamos combinar isso não é algo muito legal ter de encarar na maioria das vezes, e talvez isso faça com que você queira desistir, mas vai por mim vale muito a pena chegar ao final do livro. 


Na maior parte do tempo você está comparando sua vida diária com os pouquíssimos momentos que as pessoas escolhem mostrar para o mundo por meio das redes sociais. 


Cada pessoa terá uma experiência única, então não vou me aprofundar nisso, mas acredito que este seja um livro como o próprio nome sugere, para ser  lido por quem está se sentindo uma m*rda, que acha que a sua vida não está como deveria. E com base no que ela se identificar dentro da narrativa procurar uma maneira saudável de lidar com essa descobertas e descobrir meios de retomar as rédeas de sua vida e assim alcançando o sucesso e felicidade que merece.  Em meio a lembretes que devemos cuidar do nosso corpo é importante lembrarmos que a nossa saúde mental também merece atenção. Provavelmente este  livro não irá mudar sua vida, mais certamente vai ajuda-la a encontrar o caminho. 








Você pode gostar

10 comentários

  1. Eu particularmente também não sou mt fã de livros de auto-ajuda, mas esse parece ser mt bom. É bom ver o que nos deixa pra baixo para pararmos de fazê-lo e assim ser mais feliz hahaah
    Beijos, Isa Nonemacher

    ResponderExcluir
  2. Eu tive que me reeducar em relação a sentimentos, porque eu passei por poucas e boas, minha auto estima pela primeira vez anda mal, mas eu tô tentando mudar meu ponto de vista e minha forma de ver as coisas. Comecei a fazer exercícios. Além de ter mudado minha cabeça, ainda por cima me sinto saudável e sinto que estou fazendo algo de útil. Tudo isso é coisa da cabeça. E a gente também não pode deixar ninguém jogar a gente pra baixo.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conhecia esse livro, mas já quero comprar para ler. É um assunto muito importante hoje em dia com tantas pessoas tendo problemas de aceitação... adorei a indicação

    ResponderExcluir
  4. o titulo bem atrativo, confesso que não é um estilo de livro que leio, mais creio que tudo que nos ajuda a si sentir melhor é bem vindo
    VENHA CONHECER MEU BLOG Coisas da Bueno

    ResponderExcluir
  5. Olá. Fiquei muito instigada com esse titulo e confesso que ansiosa para lê-lo. É comum nos sabotarmos, canso de fazer isso. Realmente fiquei curiosa. Quando comprá-lo pretendo voltar aqui para falar a minha percepção. Parabéns pelo texto. Um grande bjo. Sucess!!

    ResponderExcluir
  6. Primeiro: adorei o título, muito chamativo. Segundo, preciso de mais ler esse livro, ele é tudo que preciso atualmente. Sua resenha está incrível, amei as fotos!

    ResponderExcluir
  7. Eu amo livro de auto ajuda e quero muito ler esse.

    ResponderExcluir
  8. AAA Esse livro parece muito legal,se meu namorado gostasse de ler eu compraria pra ele, mas ele odeia ler e odeia auto ajudas. Eu apesar de não ter problemas em relação a auto estima, fiquei curiosa pra saber mais

    ResponderExcluir
  9. Menina, fiquei tão curiosa que quero ver se compro o e-book dele pra já começar a ler.
    Acho que tudo o que ajuda na jornada de autoconhecimento é válido!
    Adorei a resenha. :)

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
  10. Mesmo eu não costumando ler livros nesse estilo, amo as dicas que você dá por aqui, e uma vontadezinha de conhecer as obras sempre surge hehe. Que título maravilhoso! É tão bom encontrar pessoas que decidiram compartilhar com o mundo formas que encontraram de se sentirem melhor :) já tive vários problemas de autoestima, e hoje faço o possível para a ajudar os outros a se enxergarem da melhor forma possível!
    Adorei a resenha e as quotes que você escolheu <3

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.