Filmes, livros e séries LGBT para conhecer

quinta-feira, maio 18, 2017

Foto: David Mcnew / AFP

Esta postagens é inspirada em um dos tema da blogagem coletiva do grupo Irmandade das Blogueiras no Facebook. O tema em questão é sobre o Dia internacional contra a homofobia, que foi comemorado ontem. A ideia é que a gente indique livro, filmes ou séries que falem sobre o assunto e que valem a pena conhecer. Abaixo segue um trecho de do livro Apenas Um Garoto que me fez pensar bastante no assunto: 


É difícil ser diferente. E talvez a melhor resposta não seja tolerar as diferenças, nem mesmo aceitá-las, e sim celebrá-las. Talvez essas pessoas que são diferentes se sentissem mais amadas e menos... bem, toleradas.

Muitas vezes nós somos tolerantes, para parecemos politicamente corretos, para dizermos que aceitamos quando muitas vezes não o fazermos. Muitas vezes a gente julga por simplesmente não entendermos como tudo funciona. Mas será que a gente precisa realmente entender tudo?  Como diz a música do Lulu Santos: 

E a gente vai à luta e conhece a dor. Consideramos justa toda forma de amor...

Esse trecho é super verdadeiro porque não importa qual seja sua opção sexual no fundo tudo o que todos nós desejamos é podermos vivenciar o amor.  Talvez seja exatamente disso que o mundo precisa, de mais pessoas dispostas a amar o próximo celebrando aquilo que o faz único. Mas chega de enrolação e vamos para as indicações! 


Filmes: 1.Hoje eu  quero voltar sozinho - 2.Teus Olhos Meus -   3.Tomboy

1. O filme retoma a história apresentada no curta "Eu Não Quero Voltar Sozinho".  No filme Leonardo é um adolescente cego, quem tem que lidar com a mãe super protetora, a escola, a melhor amiga que nutre uma paixão secreta por ele e o protege demais, e todo os dramas e dúvidas dignos da adolescência, e ai ele tem que buscar sua independência e mostrar que o fato de ele ser cego não o torna incapaz de viver situações como qualquer adolescente dito como "normal". 

2. O filme conta a história de Gil  um jovem de 20 anos, órfão que é criado pelos tios. Seu estilo de vida despreocupado, boêmio e o sonho de viver de música acabam gerando conflitos dentro de casa, fazendo que o clima fique insuportável a ponto de  Gil ver que o melhor caminho é ir embora de casa. Deixando tudo para trás ele se vê perdido, sem rumo, dinheiro e sem com quem contar. Mas tudo muda no instante que ele conhece Otávio, um produtor musical. 

3. Laure é uma garota de 10 anos, que vive com os pais e a irmã caçula, Jeanne. A família se mudou há pouco tempo e, com isso, não conhece os vizinhos. Um dia Laure resolve ir na rua e conhece Lisa, que a confunde com um menino. Laure, que usa cabelo curto e gosta de vestir roupas masculinas, aceita a confusão e lhe diz que seu nome é Mickaël. A partir de então ela leva uma vida dupla, já que seus pais não sabem de sua falsa identidade. 




Séries: 4.Orange Is The New Black  - 5.Grey's Anatomy - 6.Glee

4. Piper Chapman é uma mulher por volta de seus 30 anos que é sentenciada a 15 meses de prisão após ter cometido crimes para sua ex-namorada, a traficante Alex — que não vê há mais de uma década. Piper troca a sua vida confortável de Nova York, com o noivo Larry, pelo macacão laranja, e cumpre sua sentença na Penitenciária Feminina de Litchfield. Para sobreviver, ela precisa aprender a conviver com as outras detentas, como Red, Nicky, Taystee e Crazy Eyes. O que Piper não espera é encontrar a ex cumprindo pena no mesmo lugar. Além da protagonista bissexual, a trama traz diversas personagens lésbicas e até uma transexual, interpretada pela ativista Laverne Cox.

5. Meredith Grey começa a trabalhar no Seattle Grace Hospital e logo descobre que passou a noite com um dos seus chefes, Dr. Derek Shepherd. Enquanto enfrenta os desafios da vida profissional, ela se aproxima dos outros internos liderados pela residente Dra. Bailey: Cristina Yang, Izzie Stevens, George O'Malley e Alex Karev. Ao longo das temporadas a série trouxe vários casais LGBT, tanto entre os pacientes do hospital, quanto entre os próprios médicos protagonistas. Sempre tratando do tema com naturalidade. 

6. O professor de espanhol Will Schuester resolve comandar o coral da escola, Glee Club. Tentando dar nova vida ao grupo, ele procura diferentes alunos, populares e nerds, como Rachel Berry, Kurt Hummel, Finn Hudson, Quinn Fabray e Brittany Pierce. Schuester tenta equilibrar a sua vida pessoal, enquanto ensaia com os seus novos alunos, mas logo começa a enfrentar as armadilhas da treinadora Sue Sylvester. O seriado nos apresentou pessoas heterossexuais, bissexuais, homossexuais, transexuais, e todas os menos que as acompanham em nossa sociedade.



Livros:  7. Will & Will - 8.Todo Dia  - 9. Apenas Um Garoto

7. Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

8Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.

9. Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa. Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.

Gostaram das dicas? Vocês já conheciam algum dos indicados? Agora me contem quais outros livros, filmes ou séries vocês adicionariam nesta lista?

Você Pode Gostar Também

6 comentários

  1. Ai, adorei! Achei linda essa homenagem ao dia 17 de maio assim, com indicações porque quem sabe com um pouquinho de ficção as pessoas entendem o que não conseguem absorver na vida real, né? "Hoje eu quero voltar sozinho" e "Tomboy" tão na minha lista da Netflix, tenho que ver! Quero muito ler Will & Will também...
    Os últimos livros que li e realmente me marcaram foram em torno da temática LGBT... Não sei se conhece conhece algum deles, mas já deixo as dicas: A Arte de Ser Normal, Fake (apesar de que achei meio bifóbico e machista), O Segredo de Brokeback Mountain (que o filme é melhor, eu acho) e Todos, nenhum: Simplesmente humano... E de filme o LINDÍSSIMO A Garota Dinamarquesa!

    ResponderExcluir
  2. Que amorzinho esse post <3 Tem muitos filmes/séries/livros de temática LGBT que não ganham tanta visibilidade por causa do preconceito do público. Eu sou particularmente apaixonada pelos filmes nacionais. Amo Hoje eu Quero Voltar Sozinho e Teus Olhos Meus, assim como Beira-Mar, Do Começo ao Fim e tantos outros.
    beijão
    www.chanelfakeblog.com

    ResponderExcluir
  3. Das suas indicações, eu conheço: "Hoje eu quero voltar sozinho" (na verdade, tenho vontade, mas ainda não assisti ao filme, mas assisti ao curta "Eu não quero voltar sozinho", que eu achei incrível); "Orange is the new black" (comecei a assistir esse ano e já estou apaixonada!); "Grey's Anatomy" (amo que as séries da Shonda sempre mostram pessoas reais e empoderadas); "Glee" (um amorzinho!). Um seriado que eu adicionaria nessa lista seria Sense8, que tem discutido muito bem a questão LGBT, inclusive os atores vieram ao Brasil para participar da Parada Gay e gravar cenas para a série.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Esse post ficou simplesmente incrível! Você arrasou demais! Já assisti o hoje eu quero voltar sozinho e gostei muito!
    Beijos e parabéns!

    www.brincandodeolivia.com

    ResponderExcluir
  5. Olá! Adorei o post, realmente precisamos enxergar com outros olhos a questão LGBT e outras também, como a racial. Não temos que tolerar, temos que valorizar essas diferenças que nos tornam tão interessantes!
    Algumas indicações eu já conhecia, e eu adoro Orange is the New Black!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Adorei as dicas, acho que poderia incluir casamento de verdade na lista também, achei super maravilhoso!!! O filme Hoje eu quero voltar sozinho é simplesmente incrível, muito lição de vida.

    Amei esse post

    Carol | Pink is not Rose

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.