Entrevista Aline Sopelsa

sábado, fevereiro 20, 2016


1- Primeiramente gostaríamos de agradecer a oportunidade desta entrevista. Aline quando você descobriu a paixão pela literatura, tem algum livro em especial que te despertou este interesse?
O prazer é meu em estar aqui no blog. Meu amor pela literatura começou desde muito cedo, então não me lembro qual livro chamou minha atenção. Mas desde pequena amava escrever, inventar histórias diretas e diferentes. Lembro-me que na terceira série ganhei 3 concursos de redação. Para mim era um triunfo, e os livros ajudavam na minha criatividade.

2- O mercado literário no Brasil ainda é pequeno quando comparado a outros países. Como foi o processo de publicação do seu livro? Em algum momento pensou em desistir da ideia de publicá-lo?
O livro é auto publicação, então cuidei de todos os processos sozinha. Tive bons profissionais ao meu lado, mas para saber o que queria e deixar o livro com "a minha cara" era preciso entender um pouco sobre cada etapa. Em apenas um momento pensei em desistir; quando recebi um feedback que me deixou entristecida, mas mantive as forças e continuei.

3- Como surgiu a ideia de escrever “Teus Casos Meus”? E você tem planos de publicar novos livros em breve?
Eu sempre tive a pretensão de publicar um livro, mas nunca imaginei que seria do modo que foi. Eu tinha um acervo com pouco mais que 100 textos, mas minha ideia era escrever um romance urbano, com uma ideia que tive alguns anos atrás. Mas certo dia navegando por um grupo de escritores, pensei em reunir alguns textos e montar um livro do acervo que eu já tinha. No fim, escolhi alguns e escrevi outros no meio do caminho, e foram selecionados 66 textos para a obra. No momento estou escrevendo o meu segundo livro, aquele da ideia que tinha deixado pra trás. Não sei quando será a publicação, pois voltei a escrevê-lo mês passado.

4- “Teus Casos Meus” é composto por crônicas e poesias. Você alguma favorita? Se sim qual?
 Hoje em dia eu leio meus textos com outros olhos, então claro, tenho alguns favoritos. Minha poesia favorita do livro é "Querer", e crônicas são "Amor moderno", "Bêbada", "Desistir", "Espelho", "Fernanda", "Nua", e "Zen". Mas pode ser que em outro momento eu escolha outros, pois é difícil escolher os favoritos. 

5- Quais autores te inspiram na hora de escrever? E que livro está lendo no momento ou o último que leu?
Quando escrevo procuro sempre ter a mente vazia, para não me deixar influenciar, mas meu escritor favorito é o Caio Fernando Abreu. Amo a originalidade dele. No momento estou lendo "VIP", terceiro livro de uma trilogia de Kathryn Harvey.

6- Um livro, um filme, uma música, um lugar e uma pessoa que marcaram sua vida de alguma forma?
Um livro que me marcou foi "Extraordinário", um filme "Click", uma música "Perfect" da Pink!, um lugar é a praia da minha cidade, e uma pessoa é meu ídolo, Luan Santana; que me ajudou no crescimento pessoal.

7- Em sua opinião o que falta para que os jovens brasileiros leiam mais, e valorizem um pouco mais nossos escritores nacionais?
Acho que a maioria dos jovens perderam o gosto pela leitura por conta da facilidade do celular. Tornou-se chato, para a maioria, ler um livro, pois demanda tempo, concentração, e muitas das vezes os livros são longas histórias. Em contra partida, o celular é ágil e entretém por conta da rapidez das informações. Além disso, creio que um bom estímulo para despertar a leitura dos jovens são outros jovens, propagando o quão bom é tal livro e como pode ser divertido lê-lo.

8- Uma perguntinha que não podia faltar quais são as peças/acessórios coringas na hora de compor o look e fazer aquela make?
Sou fã de vestidos e saias. Amo estampas florais ou lisas, e é bem difícil eu usar algum acessório, que não seja brincos. Gosto muito de peças que me valorizem, que eu me sinta bem. Para a make, não dispenso batom vermelho e delineador. 

9- Qual a dica que você daria para quem gostaria de seguir na carreira de escritor?
Perseverança é a chave, mas sem paciência nenhum escritor vai pra frente. Todo o processo é lento, e o sucesso ou vendas não serão rápidos. Eu mesma aprendi a ser paciente e contar até dez antes de querer colocar algo na frente do tempo.

10- E para finalizar gostaríamos de agradecer novamente pela entrevista e pedir que você deixasse uma mensagem para nossas leitoras e leitores.

Obrigada vocês pelo espaço e espero que todos gostem de Teus Casos Meus. Não deixem de curtir minha fanpage para ficar por dentro de todas as novidades.

Agora que vocês já conhecem um pouquinho da autora que tal conferir uma prévia do que esperar da obra (em breve tem resenha aqui no blog, mas que quiser já se adiantar e conhecer as histórias reunidas no livro vou deixar as informações no final do post):


A visão adolescente traz, além de momentos amargos da vida, a doçura dos sentimentos experimentados. Memórias com clima rebelde, experiências vividas com coragem e um misto de erros e acertos são alguns dos temas que compõem esta obra. Além de encontros e desencontros, nos é mostrada a transformação e o amadurecimento a partir desse momento único e inesquecível: a adolescência. Aliás, quem nunca escreveu uma carta que jamais foi entregue? Teus Casos Meus reúne crônicas repletas de vida e cor. São retratos que misturam ressentimentos, alegrias, dúvidas e amores em diferentes situações. Os textos, carregados de realidade, farão o leitor suspirar e se identificar com a intensidade das emoções.



Você Pode Gostar Também

1 comentários

  1. Que entrevista bacana! É sempre muito legal conhecer novos autores! :D
    E concordo com ela, Extraordinário é um livro que faz jus ao nome!

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.