A Rainha Vermelha

quinta-feira, novembro 19, 2015

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.
📖Skoob 👍Avaliação Final:⭐⭐⭐⭐

Muito se tem falado sobre este livro, aliado a várias resenhas positivas e esta capa que é linda é praticamente impossível não ficar com vontade de lê-lo e comigo não foi diferente. 

O mundo é dividido pela cor do sangue, de um lado temos os prateados que são considerados deuses pelas habilidades que possuem. Já os vermelhos não passam de meros servos da elite prateada sem poder algum. Mare Barrow é uma jovem vermelha de 17 anos sem grandes perspectivas para sua vida. Mas tudo muda depois que ela faz alguma escolhas erradas e acaba cruzando com um desconhecido que muda sua vida para sempre. 
A única coisa que nos diferencia - ao menos por fora - é que os prateados andam eretos. Já nossas costas são curvadas pelo trabalho, pela esperança frustrada e pela inevitável desilusão com nosso fardo na vida.
Antes que Mare se dê conta ela está trabalhando no palácio, mas sua vida é colocada em risco e como uma maneira de sobrevivência uma poder até então desconhecido surge chamando a atenção de todos. Afinal como uma vermelha pode ser semelhante ao um prateado? Isso é algo inaceitável e a realeza vai fazer de tudo para contornar a situação e a reverter em seu favor, principalmente agora que rebeldes vermelhos começam a ameaçar o mundo perfeito prateado.

Parece que a vida simplesmente decidiu abrir as comportas para tentar me afogar num redemoinho de reviravoltas.  

Mare na minha opinião não é uma personagem cativante e confesso que não torci muito para que ela encontrasse seu final feliz e vou explicar o motivo disso. Ela é uma garota jovem que cresceu em um mundo desigual e não se conforma com isso, mas todas as suas tentativas de melhorar as coisas acabam trazendo muito efeitos colaterais que poderiam ser evitados se ela fosse menos impulsiva e egoísta. Ser amado por ela é quase uma maldição do que uma benção. Ela tenta salvar o mundo, mas esquece de salvar a si mesma e tudo o que consegue e deixar um rastro de sangue e corações partidos. 
Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia. 

Não vou entrar em mais detalhes sobre o desenrolar da história para não acabar estragando as coisas. A escrita da autora é super envolvente e os acontecimento no livro acontecem de maneira rápida prendendo nossa atenção ainda que algumas coisas sejam bem previsíveis. Existem alguns assuntos dentro da história que não são muito bem trabalhados, por exemplo a autora crie personagens cativante e e cheios de qualidades para um bom romance com a Mare, mas ela não sabe aproveitar nenhum. Mas quem sabe no próximo livro a gente descubra se isso foi algo proposital ou apenas um momento de distração. Dentro da história iremos reconhecer várias referencias de outras histórias e isso pode incomodar um pouco, mas ainda assim é uma boa leitura. Não posso deixar de dizer que a diagramação do livro está de parabéns. 

De um modo geral A Rainha Vermelha é aquele livro se encaixa na categoria ame-o ou odeio-o. Minha dica é leia e escolha seu lado! 

Você Pode Gostar Também

6 comentários

  1. Não é o estilo de livro que me prende sabe? Sou bem chata para livros haha
    Sua resenha foi muito boa, bem no estilo que gosto, sendo sincera e deixa a gente decidir o que acha no fim das contas =)
    Valeu a pena esperar

    ResponderExcluir
  2. Eu escolhi.. ame-o! Eu adorei o livro, acho que ela de algum jeito vai acabar ficando com o Cal! Afinal eles se entendem de uma maneira diferente, mas estou ansiosa para o próximo!
    Vc já leu o e-book?
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu realmente não gostei desse livro, achei previsível e que faltou desenvolvimento dos personagens. Numa época com tantas distopias, ler mais do mesmo é algo que me faz sentir estar perdendo tempo. :(
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Oie!

    Concordo totalmente, essa capa é bem chamativa mesmo, mas não sei se leria. Detesto personagens egoístas demais, independentemente dos motivos que o tornaram assim. Cada um com seus problemas, né!? A história parece até ser boa, mas ultimamente tô achando as distopias tão iguais...

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com

    ResponderExcluir
  5. Caraca! Quero ler esse livro ainda este ano .... como faz para parar o tempo? rsrsr

    xoxo
    www.amigadaleitora.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Eu não gostei muito desse livro, achei mais uma mistura do mesmo e os personagens também não contribuiram para eu gostar um pouco mais da obra. Contudo ainda estou curiosa para ler a sequencia, quem sabe...
    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.