O peso do pássaro morto



Livro vencedor do "Prêmio São Paulo de Literatura 2018" na categoria "Melhor Romance de Autor Estreante com Menos de 40 anos". A vida de uma mulher, dos 8 aos 52, desde as singelezas cotidianas até as tragédias que persistem, uma geração após a outra. Um livro denso e leve, violento e poético. É assim "O peso do pássaro morto", romance de estreia de Aline Bei, onde acompanhamos uma mulher que, com todas as forças, tenta não coincidir apenas com a dor de que é feita.
📖Skoob 👍Avaliação Final:  

Aviso de conteúdo: abuso sexual - 
bullying

O peso do pássaro morto é o livro de estreia da escritora paulistana Aline Bei. Seu livro como a própria sinopse diz foi vencedor do "Prêmio São Paulo de Literatura 2018" na categoria "Melhor Romance de Autor Estreante com Menos de 40 anos". E gente esse prêmio não foi à toa não. Aline é mais uma representante dos autores nacionais com um talento ímpar para contar histórias e que precisam/ merecem ser conhecidos.

será que ele prefere não ver? imaginar o mundo deve ser mais bonito mesmo.

Em seu livro a autora nos convida a conhecer a vida de um mulher que desconhecemos o nome, como tantas outras mulheres que são negligencias ao longo da vida, dos 8 aos 52 anos. Com uma capa simples, daquelas que provavelmente passa despercebida aos nosso olhos e um título intrigante, que é impossível não ficar curiosa  acompanhamos uma história cheia de dualidades. É um livro leve e denso, que acalenta e maltrata, uma leitura daquelas que a gente não deseja ler, mas que precisa pelo menos uma vez na vida.  

a pena de crescer é querer entender tanto

Inicialmente achei a forma escolhida por Aline um tanto quanto confusa, a ponto de ficar desconfortável, mas ainda assim a leitura fluiu de maneira relativamente rápida. Quando cheguei ao final da leitura  percebi que talvez a escolha da autora de como contar essa história talvez seja exatamente essa, nos deixar desconfortáveis, nos tirar da nossa bolha, nos acordar para um realidade que existe, mas que muitas vezes a gente prefere ignorar porque não é bonita de ver, ouvir e falar sobre. 


Isso é tudo menos coisa de criança. Isso é o lugar onde nasce a dor. Isso é tudo o que destrói a possibilidade de um mundo um pouco menos cruel com os mais fortes abusando dos mais fracos e o pai do lucas dentro dele e o pai do lucas dentro de mim.
É triste ver que a personagem ainda muito nova já teve que se deparar com as perdas, que quando adolescente um dos dias mais felizes da sua vida resultou em um dos piores, que o que era para ser um momentos mais preciosos que ela poderia viver passou a ser um lembrete  de tudo que ela perdeu, o que ela poderia ter sido e não foi. É triste como uma série de acontecimentos, que muitas vezes não se tem controle algum sobre pode moldar a vida de uma pessoa, deixando ela reclusa em uma realidade que ninguém deveria conhecer. É triste ter centenas de pessoas ao seu redor e ainda assim se sentir só, ter em si todos os sonhos do mundo e em segundos perder completamente a fé de que um dia eles poderão se tornar possíveis. 


tenho amigos que não morreram mas é como se eles tivessem morrido ninguém se fala apesar de ser possível

Ainda que possua poucas páginas, a brevidade desta obra não deve ser vista como algo efêmero. Pois é exatamente o oposto, como disse anteriormente está é uma livros cheia de dualidades. O peso do pássaro morto é aquela leitura que transforma a forma que a gente enxerga o mundo e a nós mesmo. Talvez não seja um livro para todos, mas sem dúvidas merece ser conhecido. E quem sabe assim despertar mais amor e empatia em meio as durezas da vida. 

3 Comentários

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique à vontade para comentar. Obrigada pela visita e volte sempre!

  1. Já li o livro e amei muito, uma leitura forte!

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir
  2. Oii ainda não conhecia...

    Segredosdamarii.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Já vi indicação desse livro no canal Nuvem Literária: parece ser muito bom, mas triste para ser lido nesse período de quarentena.
    Tem post novo no blog - adoraria sua visita :)
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

@profanofeminino