Autismo e Síndrome de Asperger: Filmes sobre o assunto que vale a pena conhecer

segunda-feira, abril 02, 2018


Para quem não sabe, hoje dia  02 de abril é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, ou simplesmente Dia Mundial do Autismo – também conhecido como Transtornos do Espectro Autista (TEA). Pensando na data resolvi falar um pouco  sobre e listar para vocês alguns filmes que abordam o tema e valem a pena conferir, afinal nada melhor que entretenimento com conscientização!  

Antes de falar sobre os filmes (também há várias opções de séries e livros que abordam o assunto, mas isso vai ficar para uma próxima postagem), acho necessário fazer uma breve resumo sobre o Autismo e a Síndrome de Asperger. 

O Autismo é considerado um distúrbio do comportamento e caracterizado por déficits na interação e comunicação social,  padrões de comportamentos repetitivos, restritos, estereotipados e maneirismos. Por outro lado,o portador da síndrome de Asperger também pode apresentar essas características, o que difere é a intensidade, a profundidade e a gravidade dos sintomas entre os dois transtornos. A distinção entre Autismo e síndrome de Asperger não é universalmente aceita. O quadro de Autismo e síndrome de Asperger tem similaridades nos quesitos de diagnóstico. A diferença está apenas em que na síndrome de Asperger a memória é privilegiada e os aspectos cognitivos e da Linguagem não apresentam atraso.



Barfi! (2012)

Situado na década de 1970 em um canto bonito da Índia, Barfi! é a história de três jovens que aprendem que o amor não pode ser definido nem contido pelas normas da sociedade de normal e anormal. Barfi, um garoto surdo mudo se apaixona por Shruti. Apesar de sua profunda afeição por Barfii, Shruti cede a pressão da sociedade e dos pais para casar com um homem "normal" e levar uma vida 'normal'. Muitos anos depois, seus caminhos se cruzam novamente quando Barfi, agora apaixonado por Jhilmil, está foragido da polícia. Barfi está procurando desesperadamente Jhilmil, que desapareceu. Shruti percebe que Jhilmil é autista o que a faz reconhecer que o verdadeiro amor é realmente cego. Presa em um jogo de gato e rato, na busca pela menina que Barfi ama, Shruti percebe que ela ainda é apaixonada por ele. Ela deve agora escolher entre sua felicidade e Barfi!

Este foi o primeiro filme indiano que assisti e me fez deixar de lado o preconceito e expandir meus horizontes cinematográficos. Barfi! é aquele tipo de filme que deixa nosso coração aquecido e nos faz ver o mundo com outros olhos afinal temos aqui uma história de amor entre um garoto surdo mudo e uma menina autista. Enfim só este filme precisaria de um posto só para ele, mas de uma modo geral é assistam esse filme e se apaixonem também por esta história! 





Forrest Gump: O Contador de Histórias (1994)

Quarenta anos da história dos Estados Unidos, vistos pelos olhos de Forrest Gump (Tom Hanks), um rapaz com QI abaixo da média e boas intenções. Por obra do acaso, ele consegue participar de momentos cruciais, como a Guerra do Vietnã e Watergate, mas continua pensando no seu amor de infância, Jenny Curran.

O filme Forrest Gump: O Contador de Histórias  é baseado no romance homônimo de 1986 escrito por Winston Groom. Ele é considerado um clássico do cinema, que apesar de ser bem conhecido só tive a oportunidade de assisti-lo ano passado e fiquei pensando porque não assisti esse filme antes?  Ao meu ver este é um dos melhores trabalhos de Tom Hanks e assim como Barfi! aquece nosso corações e nos mostram como a vida pode ser mais leve quando vista com outros olhos. 






Mary e Max: Uma Amizade Diferente (2009)

Uma história de amizade entre duas pessoas muito diferentes: Mary Dinkle, uma menina gordinha e solitária, de oito anos, que vive nos subúrbios de Melbourne, e Max Horovitz, um homem de 44 anos, obeso e judeu que vive com síndrome de asperger no caos de Nova York. Alcançando 20 anos e 2 continentes, a amizade de Mary e Max sobrevive muito além dos altos e baixos da vida. Mary e Max é exploram a amizade, o autismo, o alcoolismo, de onde vêm os bebês, a obesidade, a cleptomania, a diferença sexual, a confiança, diferenças religiosas e muito mais.

Provavelmente este animação é diferente de tudo que você já viu nessa categoria de filme. De início ele pode causar certa estranheza, mas a mensagem que ela traz e a maneira que a história é contata faz você pensar o motivo de não der tanto uma chance para está história de amizade inusitada. 





 Meu nome é Khan  (2010)

Rizwan Khan, um muçulmano da região Borivali de Mumbai, sofre do transtorno de Asperger. Mas Rizwan consegue viver praticamente de forma normal, chegando até a se casar com uma mulher em São Francisco, Estados Unidos. Depois dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, Rizwan é detido por engano pelas autoridades americanas no aeroporto de Los Angeles por causa de seu incomum comportamento. É quando ele conhece Radha, uma terapeuta que vai ajudar o rapaz a lidar com sua situação e sua aflição. O problema é que agora Rizwan tem seu nome numa lista de suspeitos. Para resolver essa questão, ele decide fazer uma jornada ao encontro do presidente americano Barak Obama e limpar sua ficha.




Adam (2009)

Adam, um rapaz com síndrome de asperger, é apaixonado por astronomia, e passa a morar sozinho após a morte do pai. Tem um único amigo para apoiá-lo, Harlan. O filme trata do seu relacionamento com uma nova vizinha, a professora Beth. Foi escrito e dirigido por Max Mayer, que teve a ideia quando ouviu uma entrevista de um homem que sofria da doença. Foi premiado no Sundance Film Festival e no Method Fest Independent Film Festival do ano seguinte.




Tão forte, tão perto (2012)

Oskar Schell  é um garoto muito apegado ao pai, Thomas (olha só o Tom Hanks marcando presença novamente aqui na nossa lista), que inventou que Nova York tinha um distrito hoje desaparecido para fazer com que o filho tivesse iniciativa e aprendesse a falar com todo tipo de pessoa. Thomas estava no World Trade Center no fatídico 11 de setembro de 2001, tendo falecido devido aos ataques terroristas. A perda foi um baque para Oskar e sua mãe, Linda. Um ano depois, Oskar teme perder a lembrança do pai. Um dia, ao vasculhar o guarda-roupas dele, quebra acidentalmente um pequeno vaso azul. Dentre há um envelope onde aparece escrito Black e, dentro dele, uma misteriosa chave. Convencido que ela é um enigma deixado pelo pai para que pudesse desvendar, Oskar inicia uma expedição pela cidade de Nova York, em busca de todos os habitantes que tenham o sobrenome Black.

Este é aquele filme que só pelo elenco já te chama a atenção, mas ele realmente conquista como sua trama.  Filme disponível na Netflix




Uma Viagem Inesperada (2004)

Quando Corrine descobre que seus dois filhos gêmeos são autistas, ela fica inconformada, mas acaba aceitando o veredito. Ela então conta ao marido sobre o fato, e ele lhe diz que não quer lidar com o problema do autismo. Por isso, Corrine o abandona, e passa a criar os meninos sozinha. Ela os coloca numa escola e não informa sobre problema dos meninos. Mas a atitude estranha das crianças faz com que os professores a acusem de maus tratos e, quando Corrine conta a verdade, eles a mandam procurar outra escola.

Provavelmente você já deve ter se deparado com esse clássico da sessão da tarde e um dos primeiros trabalhos do ator Zac Efron. Este filme de uma maneira simples consegue nos mostrar os desafios na vida de uma pessoa autista e da família como um todo. 




Gilbert Grape - Aprendiz de Sonhador (1993)

Numa cidadezinha de interior idílica, vive Gilbert Grape (Johnny Depp), um adolescente aparentemente comum que sustenta a família desde a morte do pai. O peso não é para qualquer um: além das irmãs excêntricas e do irmão deficiente mental (Leonardo DiCaprio), inclui a mãe obesa, que não pára de comer desde a morte do marido. Mas a chegada de uma jovem forasteira (Juliette Lewis) dará a Gilbert a possibilidade de, pela primeira vez, fazer suas escolhas.

Vários filmes acabaram ficando fora da lista infelizmente, mas me contem vocês já assistiram algum desses da lista? Conhecem algum outro que aborde o tema que vale a pena assistir? Nos contem nos comentários. 

Você Pode Gostar Também

9 comentários

  1. Fico feliz pq eu assisti a maioria dos indicados. <3
    Hoje indiquei livros e sua publicação complementou a minha rs

    Beijos
    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, como vai?
    Amei a sua lista, todos os filmes parecem ser ótimos e todos deveríamos assistir, mas, eu vi apenas, Forrest Gump e li o livro. Esse assunto deveria ser melhor trabalhado em todas as escolas e faculdades, trabalho como professora, nessa escola temos alguns alunos autistas sem pessoas especializadas para ensina-las.
    Apesar de não trabalhar com a turma desses alunos, fico sensibilizada com a situação, porque, não aprendemos nada sobre essa síndrome na faculdade.
    Amei o seu post!

    Beijos e abraços!
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa não sabia que o Forest era autista.
    Achei muito bacana da sua parte listar filmes que falem sobre autismo e síndrome de asperger, pois muitas pessoas não conhecem muito bem sobre, e é bom ter filmes assim, para que as pessoas tenham mais informação e saibam lidar melhor quando se deparar com alguém que tenha autismo ou a síndrome.

    Beijos

    camilaporai.com.br

    ResponderExcluir
  4. Desses só assisti o Forest Gump.

    Tem sorteio novo la no blog, te convido a participar! http://www.cobaiaamiga.com/2018/03/resumo-da-semana-sorteio-makes.html

    ResponderExcluir
  5. Eu não curto muito ver filme, nunca vi nenhum desses, mas alguns me interessou, minha mãe ama filme, vou indicar pra ela.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Só conheço esse último. Tem um filme com o Bruce Willis (Código para o Inferno), no qual o garotinho é autista e é realmente comovente ver como a pessoa autista interage com a sociedade.

    ResponderExcluir
  7. Já vi esses filmes e eles são lindos demais! Esse assunto não deve ser falado apenas um dia, e sim sempre! Adorei as indicações! Beijo e até mais → @deixeapenasfluir! ♥

    ResponderExcluir
  8. Esse "Adam" vi o começo dele e me apaixonei! Me lembro que quando estava chegando do meio para o final do filme, minha tv queimou e perdi todo filme! Não sei se fiquei com mais raiva pq perdi o filme ou a tv hahahahahah procurei na Netflix, e infelizmente não achei... Ainda estou a procura para ver dnv! ♥

    ResponderExcluir
  9. Amei as dicas, acredita que ainda não vi nenhum desses filmes? Com certeza vou procurar para assistir.
    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.