Perdendo o controle

segunda-feira, outubro 09, 2017


Não sei se é sorte, destino ou simplesmente Deus, mas a vida resolveu me dar uma segunda chance e esta é a primeira vez que eu estou realmente no controle. Talvez você já tenha passado por algo assim ou conhece alguém que já vivenciou algo parecido, mas existe um momento em nossa frágil existência, breves segundos que passam rápido demais aos olhos alheios, porém que para nós significam tudo. E são exatos segundos que tudo muda. 

Algumas pessoas sofrem uma perda irreparável, outras por meio da observação dos erros alheios resolvem mudar, têm aqueles que simplesmente sentem, já no meu caso foi um pouco mais complicado. Na minha vida eu nunca enxerguei nenhum problema, eu fui uma criança feliz e amada, uma adolescente querida pelos amigos e familiares, nunca tive grades perdas, sempre me sai razoavelmente bem em tudo aquilo que me propus fazer, até que um dia eu surtei...

Eu nunca entendi como algumas pessoas não sabem o que querem fazer da vida, uma vez que eu aos 4 anos já sabia como eu queria que o meu futuro fosse. Mas para minha surpresa tudo isso mudou no dia em que eu ia dar o primeiro passo rumo a realização desse sonho. Como eu disse antes eu surtei. Na hora que eu fiz assinar os papeis da matricula na faculdade eu senti algo, não sei explicar, mas eu comecei a me sentir sufocada, minhas mãos suavam, não sentia firmeza nas perdas, tudo começou a girar e tudo o que eu me lembro depois disso foi o olhar de medo, pena e indiferença da pessoas ao meu redor. 

Eu não entendia o motivo de tudo ter acontecido. Eu SABIA o que eu queria. Mas essa CERTEZA não foi suficiente. Depois de alguns tempo e um pouco de ajuda descobri que eu criei para mim uma realidade que não era a minha, e sim o que as pessoas esperavam de uma mulher de sucesso. Lá na infância eu não entendia que nem tudo o que as pessoas falam é realmente o que elas desejam ou fazem. Eu desejei para mim uma vida impossível de ser vivida e no fundo meu corpo, minha mente e o meu coração sabiam.

Eu surtei, perdi o controle, abandonei todas as respostas que eu jurava ter, assim como as minhas certezas. Deixei de lado tudo aquilo que eu achava que era certo e me dei a oportunidade de me rever, ou melhor de me ver realmente como alguém livre para mudar de ideia, alguém sem amarras com o futuro, tenho apenas o presente como guia. Me descobri como uma menina ou quem sabe mulher dependendo do ponto de vista de vinte e poucos anos que nada sabe sobre a vida, mas que está disposta a descobrir o que ela tem a oferecer. Na vida ás vezes a única forma de assumir o controle é perdendo-o




Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Primeiro de tudo, amei seu blog. Muito profissional, fofo e organizado! Quanto ao seu post, temos que de vez em quando deixar as amarras de lado quanto ao que parece certo (do ponto de vista comum) e fazer o que sentimos para como certo para nós mesmas. Está certíssima. Siga assim! bjs

    ResponderExcluir
  2. Me apaixonei por compartilhar sua história e realmente tem hora que temos que perder o controle para poder te-lo novamente!!

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Eu nunca soube o que fazer da vida. Fiz o que mais combinava comigo, mas ainda assim não era isso, não é suficiente, não é legal ficar mais de 10 horas fora de casa dentro de um escritório, deixar meu cão sozinho e quando eu tiver filhos?!
    Por isso criei meu blog (feriaspraontem.com). Espero um dia conseguir viver só com ele.

    ResponderExcluir
  4. Que texto incrível, Ane! Me pareceu que você estava conversando diretamente comigo.
    Acho que algo do tipo nunca aconteceu comigo, eu sempre fui muito indecisa então nunca tive muita certeza do que queria para o meu futuro. Continuo sem essa certeza para falar a verdade mas imagino como deve ser complicado perder o controle e se ver tendo que mudar, as vezes de forma radical :/

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.