Xena: A Princesa Guerreira

terça-feira, agosto 15, 2017



Esse mês no grupo Blogs Fantásticos e Onde Habitam tivemos a ideia de compartilhar em nossos blogs uma série que marcou nossa infância. Escolher apenas uma não foi uma tarefa, fácil principalmente para quem cresceu acompanhando as série exibidas pelo SBT, mas quando pensei em uma série que marcou essa fase tão boa da minha vida o primeiro nome que me veio a mente foi Xena: A Princesa Guerreira.  E se você assim como eu acompanhava a série vai se lembrar do trecho abaixo:
    "Na época dos deuses antigos, opressores, e reis. Uma terra sem  lei, clamava por uma heroína. Ela era Xena. Uma poderosa princesa, forjada no calor da batalha. O poder, a paixão, o perigo. A coragem dela mudará o mundo."
As primeiras aparições de Xena foram em três episódios de Hércules, a Lendária Jornada (seriado que por sinal também acompanhava e amava), e tenho que admitir ela não era uma pessoa tão nobre assim. Mas como ela conquistou os fã de Hércules (afinal vamos confessar quem nunca torceu pelo vilão pelo menos uma vez na vida?), ela acabou ganhando sua própria série. Logo Xena: A Princesa Guerreira é um spin-off do programa
Hércules, a Lendária Jornada.



Xena é uma fantasia histórica estabelecida na Grécia antiga, que mistura de ação, aventura, romance, drama e mitologia. Mas apesar de se passar nos tempos antigos, traz em sua trama temas atuais, como conflitos pelo poder, preconceito e amizade. Porém não pense que a história se prende apenas a Grécia e seu deuses a história traz em seu enredo outras regiões assim como a influência de outras religiões.

 Após a participação de Xena em Hércules, podemos ver o inicio da mudança, onde ela passar de um chefe militar assassina, para uma guerreira misericordiosa. Durante a série vemos um pouco sobre o passado da protagonista e descobrimos que sua vida não foi assim tão fácil. Filha de dois taverneiros, Xena foi abandonada pelo pai logo cedo em sua vida. Foi largada no altar e, abandonada por duas figuras importantes de sua vida, cria um desgosto por homens e relacionamentos em geral que a seguiria por todo o seu trajeto. Não muito após isso seu vilarejo é atacado por militares impiedosos, e embora ela tenha sido a única a impor-se frente a eles e tenha derrotado-os para proteger os cidadãos, é considerada uma assassina e exilada do local.

Sendo exilada ela não se vê com outra opção a não ser assumir o papel que lhe foi atribuído e se torna uma das maiores assassinas já conhecidas. Até o momento em que ela decide se redimir de seus pecados.  Nessa jornada por redenção Xena conhece Gabrielle, uma jovem mulher que anseia por conhecer o mundo e vivenciar nossas história. Apesar de uma relutância no inicio logo a moça se torna sua companheira de viagens e com o passar do tempo sua melhor amiga e, eventualmente, mais confiável aliada.

Além de Xena e Gabrielle, a série conta também com uma variedade de personagens recorrentes, incluindo adversários como Ares e Callisto (os melhores confrontos são com eles por perto), e aliados como Joxer, Salmoneus, Virgílio, Autolycus e Eli.


Xena: A Princesa Guerreira  é uma série extremamente criativa, por mistura vários elemento em sua história afim de surpreender e encantar o telespectador. Hércules despertou meu interesse pela mitologia grega, mas foi Xena que consolidou minha vontade de não apenas conhecer a mitologia grega como a de buscar conhecer outras culturas, mundos e histórias. 

Como acompanhei esta série durante a infância um dos principais aprendizados que tirei foi que nunca se é tarde para mudar, e que sempre é possível fazer o bem. Que você pode caminhar sozinha, mas quando você tem amigos leais ao seu lado a jornada se torna mais fácil e você não precisa, apesar de poder fazer tudo sozinha, afinal não é vergonha nenhuma precisar de ajuda.

Agora me contem vocês também assistiam a série? Se sim vocês gostavam? Ah, não se esqueçam de me contar quais série(s) marcaram a infância de vocês! E é claro, confiram as indicações das meninas.  Capricati -   Epílogo em BrancoViletóriaWomen Rocker

Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Eu era (e ainda sou) apaixonada por essa série <3
    Adorava a amizade da Xena e a Gabrielle, achava elas muito fofas!
    Que pena que não passa mais na tv =/ mas eu achei um site online que dá pra assistir, e com esse post me deu vontade de ir rever!

    Amei o post <3 Tô me sentindo nostálgica aqui HAUHUASHUASH

    Beijos
    Inverno de 1996

    ResponderExcluir
  2. Eu me lembro muito vagamente dessa série. Acho que a minha irmã assistia ela, mas não me lembro se eu cheguei a assistir essa série...
    Essa série parece ser ótima, eu adoro mitologia e ver uma mulher forte como protagonista é sempre muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Lembro de assistir com os meus primos sempre! Adorava demais toda a história e aventura que ela trazia pra gente, até hoje tenho vontade de voltar a assistir mas aaaa preguiça de procurar reina demais hahaha É muito legal pensar que mesmo naquela época Xena conseguiu ser muito mais popular que a série do Hércules <3 beijo!

    Ray e os Dezoito

    ResponderExcluir
  4. Eu lembro do seriado no sbt e depois na record. Bons tempos!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.