Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado

segunda-feira, maio 29, 2017



Em 2014, na Bienal do Livro de São Paulo, Klara Castanho foi pedir um autógrafo para Luiza Trigo, que estava lançando seu novo livro. Desse encontro nasceu uma amizade. Um ano depois, inquieta e cheia de ideias, Klara pediu ajuda de Luiza com o conteúdo de um programa jovem de entrevistas que planejava fazer na internet, baseado no que via no dia a dia. Depois de trabalhar um pouco no que Klara havia escrito, Luiza sugeriu: “Que tal pegarmos esses textos e transformarmos em um livro?”. Klara adorou. Assim surgiu a história de Giovana, uma garota que acaba de se mudar com a família para São Paulo e que, de quebra, precisa encarar os dilemas da adolescência. Obedecer sempre aos pais controladores ou se aventurar em busca de independência? Ignorar suas convicções para andar com o grupinho popular do colégio, ou isolar-se com a amiga tímida e solitária? Viver um grande amor e perder o amigo, ou contentar-se com a friendzone? O resultado disso tudo são situações e personagens coloridos e autênticos, já que suas dúvidas, erros e acertos foram inspirados nas vivências das próprias autoras. E isso mostra um pouco do motivo pelo qual elas compartilham a paixão pela leitura: com ficção podemos exprimir grandes verdades.
📖Skoob  👍Avaliação Final: ⭐⭐


Giovanna ou Nanna, como prefere ser chamada, é uma garota de 15 anos que  acaba de se mudar de Campinas para São Paulo com os pais. Em Campinas Nanna se sentia uma estranha no ninho, na escola as pessoas a viam como alguém diferente, que não se encaixa em nenhum dos grupos existentes e os únicos amigos que ela possuía eram seus primos.  Mas quando ela chega em São Paulo apesar do choque inicial ela percebe que talvez as coisas possam dar certo e quem sabe ela possa entrar seu lugar no mundo e fazer amigos.

Eu me sinto confortável perto do que é conhecido, porque tenho a sensação de que estou segura. De que alguma coisa, pelo menos, está bem na minha vida.

Não demora muito para  Nanna faz amizades. Em seu prédio ela conhece Henrique um garoto que definitivamente não tem nada a ver com seu estilo, mas que ela acaba se identificando de certa forma. Na escola ela conhece Giselle, uma menina que compartilha assim como ela o amor pelos livros e já de cara se tornam amigas. Mas tudo na muda quando Nanna  acaba se interessando  por Miguel, um garoto que aparentemente super combina com ela, mas que faz parte do grupo dos populares do colégio.


Apesar de ser alertada por Giselle, Nanna acaba se enturmando com os populares do colégio para assim ficar mais próxima de Miguel e de bônus fazer novas amizades. Com isso ela acaba convivendo com pessoas diferentes das com que ela está acostumada. No novo grupo ela se depara com atitudes que ela não aprova como beber, fumar, matar aula, mentir para os pais, mas antes que ela perceba ela acaba se rendendo a essas prática para ser aceita no grupinho dos populares que fazem mais o estilo rebeldes sem causa

Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado foi aquele livro que me despertou sentimentos conflituosos durante a leitura. No início me senti solidarizada com a situação da protagonista, afinal há coisa pior que se sentir sozinha quando se esta cercava por várias pessoas?. Depois fiquei com raiva dela e de suas escolhas. Afinal como uma garota dão segura de si muda tão radicalmente e passa a fazer coisas que considera erradas só para ser aceita? Isso me deixou indignada.  E no final terminei me sentindo orgulhosa da pessoa que ela se tornou e ainda que não concordo com as escolha de Nanna entendi o motivo dela ter feito o que fez e me recordei de vários história de amigos que fizeram coisas parecidas para serem aceitos entre os "descolados".  




As autoras Klara e Luiza conseguiram com maestria mostrar os altos e baixos que fazem parte da adolescência, as dificuldades para se descobrir e encontrar seu lugar no mundo. Uma das coisas que mais gostei durante a leitura foi a maneira que foi descrito os lugares,  consegui me sentir viajando para o sul do país com Nanna e sua família, assim como conhecendo a Avenida Paulista, o bairro da Liberdade , entre outros lugares citados no livro. Outro detalhe que vale a pena ser mencionado são as referencias musicais e literárias presentes na obra. É tão bom poder ler um livro nacional que a gente se identifique independente da idade, que mostra um pouco mais do nosso país. 

Naquele ano, percebi que "Deus escreve certo por linhas tortas". As linhas da minha vida estavam completamente enlouquecidas, e me arrependi de todas as besteiras que fiz. Ao mesmo tempo, se eu não as tivesse feito, talvez não desse atenção e importância para os eventos que aconteceram depois.

Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado apesar de trazer uma história clichê e previsível,  é um livro que traz várias coisas para se refletir ao mesmo tempo que nos diverte e nos faz suspirar pela descoberta do primeiro amor. Acho que a única coisa que eu senti falta foi de conhecer um pouco  mais dos personagens secundários que são extremamente importantes para o desenvolvimento da protagonista.  A diagramação está de parabéns, o livro possuí várias ilustrações a cada capítulo o que deixa a experiencia da leitura ainda melhor.


Com uma leitura rápida e envolvente Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado é uma ótima opção de leitura para todas as idades. O público alvo irá se identificar com os dilemas de Nanna e seus amigos e os que já passaram por essa fase irão recordar os erros e acertos dessa fase tão intensa.  Agora me contem alguém já leu? Se sim o que acharam? 

E para finalizar uma dica de um jeito certo de não fazer tudo errado principalmente em tempos de crise é sempre antes de fazer suas compras ficar de olho nas promoções. Se você assim como a gente ama fazer suas comprar online, uma boa opção é conferir os  cupons de desconto disponíveis das principais marcas e empresas.

Você Pode Gostar Também

16 comentários

  1. Oiii tudo bem?
    Fiquei bastante interessada em realizar a leitura desse livro, parece ser bem engraçadinho e não pensaria duas vezes a não ser querer ler, sua resenha ficou bem convincente e intrigada, linda foto.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro gostosinho de se ler. Não é o meu tipo de leitura, mas não descartaria a possibilidade de fazer a leitura.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    Primeiramente tenho que dizer que sua foto ficou muito fofa *-*
    Gostei bastante da proposta do livro e a ideia de falar do cotidiano adolescente. Acho que eu leria apenas a título de curiosidade, pois já passei por toda essa fase faz um tempo.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  4. É, parece clichê, mas pode ser uma leitura gostosa, também.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  5. Que demaaaaais!
    Sério, eu to encantada, tanto com as autoras, como com o enredo descrito na sua resenha. Fiquei bem curiosa e o titulo me chamou muita atenção. Espero ler, logo, logo.

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Nossa parece ser um livro bem fofinho mas confesso que tenho medo de como esse clichê é trabalhado. Adorei conhecer de como surgiu o livro e isso nos mostra como é o antes de uma história publicada. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei! A começar pela amizade bacana das duas autoras. Vamos combinar que esse é o sonho de tudo quanto é fã espalhado pelo mundo, e que bom que pra Klara deu certo! O livro parece ser super bacana, e uma ótima opção de leitura pra galera na idade da protagonista! Elas realmente abordam situações pelas quais todo mundo passa na adolescência, é super fácil se identificar!
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Acho que esse livro é mais voltado para o público jovem feminino.
    Não tenho interesse pela leitura, mas fico feliz que tenha curtido a leitura.
    Beijos,
    André || Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Faz um tempinho já que estou querendo ler este livro. Apesar de ser clichê, parece ser uma leitura muito gostosa mesmo. Além disso, gosto desses livros que retratam a adolescência, mostrando seus altos e baixos. Afinal, que adolescente que nunca fez umas escolhas erradas né?
    Adorei sua resenha e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Achei a premissa da história bem interessante e o fato de falar da vida adolescente ajudou a contribuir para minha curiosidade. Espero ler em breve pois parece ser o tipo de leitura leve e descontraída.
    beijinhos!

    ResponderExcluir
  11. Minha amiga adorou esse livro, eu comecei a ler mas ainda não terminei, eu vejo o livro como um passa tempo na verdade, não é um enredo que eu tenha que ler desesperadamente, mas é uma leitura válida. Parabéns pela bela resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie
    muito legal sua resenha, eu também gostei bastante do livro apesar de ter uma pegada bem juvenil e adolescente, foi uma leitura gostosa e que me prendeu bastante, gostei bastante das narrativas das autoras

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. A clara castanho parece ser uma pessoinha muito fofa! Mesmo o livro tendo uma pegada mais adolescente fiquei curiosa quando ela falou dessa idéia no snapchat... Achei a capa um pouco feinha.

    XOXOX

    ResponderExcluir
  14. Oiie

    Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre o livro e ele me pareceu um pouco diferente do que eu imaginava. O que e otimo rs :)

    Adorei as fotos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Não conhecia a obra, mas parece ser uma leitura bem divertida. Futuramente irei dar uma chance, com certeza.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  16. Gostei bastante da resenha e como vc disse nos faz lembrar nossa adolescência quando fazíamos coisas não tão corretas para nos enturmar...gostaria muito de le-lo...sucesso bjs

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.