Muito Amor, Por Favor

quinta-feira, outubro 20, 2016

Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre. 
 📖Skoob  👍Avaliação Final:⭐⭐⭐⭐

Muito Amor, Por Favor é aquele livro para quem sabe apreciar os altos e baixos de uma boa história de amor. Reunindo quatro escritores falando sobre diferentes tipos de amor, temos a oportunidade de conhecer novos nomes da literatura brasileira em um único lugar embarcando em uma viagem pelos quatro elementos. 



O Amor É Fogo: Este é o meu primeiro contato com o Ique Carvalho e gostei da maneira que ele abordou o amor fogo, mas confesso que em alguns momentos me senti um pouco incomodada com algumas rimas ao longo dos textos, talvez porque eu não esteja acostumada com esse estilo de escrita. Os texto que abordam a relação de Ique com o pai são os textos mais tocantes e que acabam se destacando entre os demais.  

Eu vivo o momento. Não acredito em destino. Eu acredito nisto: quando você enfrenta o que não conhece, a vida te sorri e agradece.  

O Amor É Terra: Matheus Rocha não decepciona em sua seleção de texto e traz a cada linha o que tanto encanta em sua maneira de escrita. A cada novo texto de Matheus é como se ele estivesse escrevendo sobre você, é fácil se identificar com com as situações que ele descreve, ainda que você não tenha passado por uma experiência daquelas. 

Só quem ama muito alguém é capaz de recomeçar, de escolher resolver as diferenças. É capaz de preferir viver o presente e o futuro, trazendo do passado só o que foi bom, o que a alegria deixou filtrar. O que não pesa no coração. O que não ocupa o que deveria ser amor com qualquer outro sentimento menos nobre. 


O Amor É Água: Já conhecia o trabalho do Arthur Aguiar através de seus trabalhos na televisão e na música e me surpreendi como sua maneira de escrita. Ao longa da leitura parece que é uma conversa entre amigos, onde um conta para o outro suas experiências românticas de um jeito leve e descontraído. Alguns de seus texto são um pouco longos, mas em nenhum momento achei a leitura arrastada e cansativa. 

O amor aparece assim mesmo, como você mesmo espera...A forma como ele chega não é o mais importante, apesar de gostarmos de lembrar como é o inicio. Mas a maneira como vamos cuidar dele, conduzir e regá-lo, essa, sim, é fundamental. 

O Amor É Ar: Vez ou outra sempre vejo algo sobre o Frederico Elboni, mas nunca parei para ler nada dele e por não ter grandes expectativas me surpreendi com a sua maneira de escrever. Vários dos textos do Frederico é como se ele escrevesse para você, com um olhar de quem observa de fora e tem um olhar mais claro, conseguindo ver tudo aquilo que as vezes passa despercebido, mas que precisa ser notado. 

Mas, por que tão breve? Por que esconder o segredo de uma alegria que um dia já sentimos? Por que tantos por quês se o que nós queremos é só ouvir um "Eu te entendo..."? 

Este livro poderia ser perfeitamente lido em um dia, mas ele é melhor apreciado sendo lido aos poucos, e arrisco até a dizer que dependendo do seu humor do dia vale a pena escolher um elemento diferente para começar a leitura. Muito Amor, Por Favor é aquele tipo de livro amorzinho que a após a leitura não tem como não ficar se sentido mais leve, inspirada, feliz e quem sabe mais apaixonada!


Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Já estou louca para ler esse livro (por motivos de Fred Elboni haha), e essa resenha me deixou ainda mais ansiosa, adoro esse estilo de livro principalmente quando o tema é amor, pretendo comprar em breve! Beijos <3

    http://taianebarboza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que tema mais fofinho! Achei bem legal a ideia de dividir os diferentes tipos de amor comparando-os com os elementos da natureza. É importante fugir dos estereótipos, além de conseguir apreciar e lidar com os momentos bons e aqueles de dificuldade também, afinal, aprendemos muito nessas situações! Adorei a dica! Beijos!

    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro.
    Gosto muito dessas coletâneas de contos de autores diversos e as temáticas desse livro parecem bem interessantes.
    Entrou para a minha wishlist! <3

    Juny // http://www.junypelomundo.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que legal essa associação aos elementos! Fiquei aqui pensando onde cada um dos meus relacionamentos se encaixava e bastante coisa fez sentido...

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.