Tão bonitos vivos e fortes.

quinta-feira, janeiro 03, 2013


Hoje não era dia de escrever, mas escrever sempre me fez muito bem quando eu estou assim, com o coração na mão. Escrever de certa forma alivia e me deixa mais perto da tranquilidade.
Eu sei que eu consegui construir um grande castelo, mas aquela peça , aquela que abalaria a estrutura eu tirei, deixei de lado. Castelos bonitos, na tem estruturas comprometidas, o que é bonito é visto aos olhos, é sentido ao coração. Não iria adiantar pintar com as cores do arco-iris, o interior é preto e branco. Para falar a verdade, o castelo parece ter caído em cima de mim, a sensação que eu tenho é que também vou desmoronar. Mas no final da historia, no final das contas, tem uma força dentro de mim dizendo que a verdade faz parte da mudança e que é possível reconstruir castelos. Tão bonitos vivos e fortes. Tempo ao tempo, isso é verdade, mas é um tormento para alguém que tem presa de viver como eu. Meu alvoroço para ter tudo, me fez não ter nada. Para que presa? Eu pergunto e já respondo a mim mesma. – Para viver, porque um dia a vida acaba e antes disso, quero escrever um livro, só para registrar com minhas próprias palavras, que valeu a pena ter lutado por você, todas e todas às vezes. 

Você Pode Gostar Também

2 comentários

  1. Eu também me sinto assim quando escrevo, é sempre muito bom! Belas palavras!!

    http://www.thelittlethings2you.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.