Espelho, Espelho Meu...

domingo, agosto 29, 2010

Nós mulheres vivemos em busca da nossa realização pessoal, e uma das coisas que contam muito para isso é a tal da beleza.Diante do culto ao belo, as pessoas buscam incansavelmente a perfeição. Prova disso, são os números de cirurgias plásticas feitas só no Brasil. São cerca de 620 mil anualmente. Assitindo o programa True Life vi um tema que achei muito interessante e resolvi falar sobre: O Transtorno dismórfico corporal.
Cerca de 1% da população padece com a doença que, segundo a endocrinologista e psicanalista, Soraya Hissa de Carvalho, trata-se de uma epidemia de culto ao corpo. "A vaidade pode ser tanto uma aliada da auto-estima quanto um inimigo. Tudo depende de como se lida com ela", diz a médica.

O que é?
O Transtorno Dismórfico Corporal (TDC) é um transtorno mental que se caracteriza por afetar a percepção que o paciente tem da própria imagem corporal, levando-o a ter preocupações irracionais sobre defeitos em alguma parte de seu corpo (por exemplo: nariz torto, olhos desalinhados, imperfeições na pele etc).1 Essa percepção distorcida pode ser totalmente falsa (imaginária) ou estar baseada em alterações sutis da aparência, resultando numa reação exagerada a respeito, com importantes prejuízos no funcionamento pessoal, familiar, social e profissional. Acomete mais freqüentemente o sexo feminino e inicia-se em geral na adolescência.

Doenças relacionadas ao Transtorno Dismórfico Corporal


Anorexia: Mais comum em mulheres, a doença faz com que as pessoas queiram emagrecer a todo custo porque se vê gorda, mesmo estando muito abaixo do peso.


Drunkorexia: Também conhecida como anorexia alcoólica, caracteriza-se pela perda de apetite provocada pelo consumo excessivo de álcool..


Bulimia: Um transtorno mental que se caracteriza por episódios repetidos de ingestão excessiva de alimentos num curto espaço de tempo (as crises bulímicas), seguido por uma preocupação exagerada sobre o controle do peso corporal.



Vigorexia: Mais comum em homens, se caracteriza por uma preocupação excessiva em ficar forte a todo custo


Fonte: Rev. Bras. Psiquiatr. vol.27 no.2 São Paulo June 2005
http://www.guiame.com.br/


"Ainda não vi ninguém que ame a virtude tanto quanto ama a beleza do corpo. "- Confúcio

Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. É uma pena que as pessoas não veem o corpo como uma casca para algo maior (inside!) e até o deformam (na imaginação)...
    E ainda sai no noticiário que a população está cada vez mais obesa... eu não sei qual que é o pior...

    ResponderExcluir
  2. Meu marido é Psiquiatra e falou hoje na Band Brasilia sobre este transtorno hoje.
    Fabiola.
    http://blogencontrandoideias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Acho que essas pessoas que sofrem desse disturbio, devem procurar a ajuda de algum psicólogo, afinal.. Esse assunto nao se pode julgar amis sim ajudar, tenho uma amiga que sofre do mesmo e agora que está sendo ajudada ela está bem melhor, procure um amigo, ou alguém que confie.. (:

    ResponderExcluir
  4. Anorexia nem sempre é algo que podemos julgar, pensem nisso os julgadores de plantão. Julgar as pessoas sem saber o que elas tem pode levar a depressão > Remédio > internação > suícidio.

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.