Resenhas

Entretenimento

Receitas

Fale mais o que você sente

by - sexta-feira, agosto 16, 2019

Olá amores. Hoje quero trazer uma reflexão que eu venho fazendo comigo mesmo já há um tempo, sobre a necessidade de colocar os sentimentos para fora.


Sabe aquela velha história do:
- Como você está?
- Estou bem.
E na verdade você não está. O tempo passa e você continua insistindo nessa bobagem de fingir que está bem quando é lógico que não.
E com isso o mundo pensa que sempre está tudo bem com você, que sua vida é perfeita e tem aqueles que até sentem inveja da sua felicidade.
E você sempre diz: ninguém sabe o que eu passo. Ou até mesmo (essa eu já falei): Quando estou chorando na cama ninguém vê.
Sem maldade, nem nada, mas eu preciso ser sincera, e falo por experiência própria: ninguém sabe porque você nunca disse, sempre gostou de passar a imagem de falsa felicidade para o mundo.


Falar o que sente é essencial, é bom para você colocar para fora. Guardar mágoas, engolir o choro e negar a tristeza só faz mal. Uma vez me falaram que se eu ficasse segurando um dia iria adoecer. E, sim, explodi por dentro e adoeci.
E falar para os outros é importante pois sempre tem alguém para ajudar. Claro, tem umas malas que gostam de dar palpite errado, mas isso a gente aprende com o tempo. É importante para te conhecerem, lembrarem que você também é humano, tem sentimentos e que, muitas vezes, vai precisar de colo.
Infelizmente as pessoas não possuem bola de cristal para adivinhar nossos sentimentos, coisa que acho precisavam, às vezes está na cara e ninguém vê. E, já que ninguém vê, fale, fale mesmo o que sente.
Claro, não precisa expor seus sentimentos mais íntimos para o mundo, nem jogar no facebook tudo o que aconteceu. A gente sempre tem os amigos mais íntimos, a família, alguém na igreja ou no trabalho que pode se abrir. Também não precisa falar tudo, sabe aquela coisa de: "estou meio preocupada com umas coisas, coisa minha" e depois continuar o dia?


Eu tenho aprendido isso com  o tempo, me sinto cada vez mais aberta. É engraçado lembrar que, quando comecei a falar o que sentia, eu parecia uma metralhadora. Fui grossa e sei que magoei algumas pessoas. É ruim? Sim. Eu me orgulho disso? Não. Mas com certeza me fez sentir melhor. Depois dos ataques de sincericídio, comecei a maneirar, falar de forma mais suave.
Ainda estou em processo, mas tudo bem. Ninguém é perfeito. Errar faz parte do processo, só não dá para insistir no erro.
E no final das contas a gente se sente melhor, as pessoas mudam e, uma parte tão óbvia mas que foi surpreendente para mim, muita gente se afasta, porque agora você não mais quem só agrada. Ou seja, a falsidade vai embora e fica mesmo quem tem que ficar.


Sim, amores, falem mais o que sente. Se estiver difícil, procure ajuda profissional, um psicólogo, tem ONGs que oferecem o serviço, gratuito ou até mesmo a preço popular.
E temos o CVV, só ligar 188 e colocar para fora.
E estamos aqui.
Beijo grande no coração!!

Você também pode gostar

1 comentários

  1. Eu preciso também as vezes eu boto tudo para fora, mais a parte mais importante eu guardo para mim mesmo é complicado haha

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.