Vida de Universitário: Educação Física

by - segunda-feira, janeiro 14, 2019



1- Qual seu curso de graduação e qual a instituição você se formou? 

Estou cursando o segundo semestre de Educação Física (bacharelado) na Universidade Paulista (UNIP).

2- O curso que você queria tinha em sua cidade/estado ou você teve que se mudar para outro lugar? Caso você tenha tido que se mudar, como foi para você morar sozinha? 

Minha faculdade fica em São Paulo e eu moro em Santo André (ABC), mas são duas cidades próximas, então minha locomoção até lá é fácil.

3- Antes de escolher esse curso você pesquisou sobre a grade, o mercado de trabalho e o piso salarial? Isso foi uma fator que influenciou em sua escolha: 

Pesquisei bastante sobre a grade. De início eu gostaria de fazer Artes Cênicas (pasmem), mas comecei a trabalhar com dança e muitas pessoas disseram para que eu fizesse Educação Física, já que assim continuaria na minha área e abriria um leque maior de oportunidades. Porém, fora a dança, eu não sou muito chegada em esportes em geral, então fiquei com um pé atrás (afinal, eu era a aluna que não fazia nada nas aulas de Educação Física na escola). Decidi ver a grade de aulas para saber se gostaria do conteúdo e teria prazer em aprender e motivação para ir à faculdade todos os dias.

4- Quais informações você gostaria de ter tido acesso antes de escolher seu curso e que você acha importante as pessoas terem conhecimento? 

A diferença entre Bacharelado e Licenciatura. É muito importante saber no ato da matrícula, e pesquisei com outras pessoas que já cursaram essa área. A licenciatura é para quem quer atuar como professor de Educação Física em escolas (públicas ou privadas e do Ensino Fundamental ao Médio). O Bacharelado é para quem quer trabalhar na área de Educação Física, porém sem ser no ambiente escolar. Essa pessoa pode atuar em academias, clubes, empresas de recreação, hotéis, etc.

5- Nos conte um pouco sobre o curso, como é a grade, TCC, estágio, mercado de trabalho e as possibilidades de pós-graduação? 

No curso temos muitas matérias que estudam o corpo humano e como os seres humanos evoluem, como Anatomia, Aprendizagem e Desenvolvimento Motor, Crescimento e Desenvolvimento Humano, etc. E não pensem que quem faz Educação Física não estuda, viu? Somos da área da saúde e precisamos de muito conhecimento (e consequentemente, estudos)!
No mercado de trabalho, há uma possibilidade enorme de atuação. Alguns exemplos: professor de Educação Física, personal trainner, professor de dança, recreador/monitor, professor de lutas, etc. Os cursos de pós-graduação geralmente são relacionados com a área que a pessoa pretende seguir. O que muitos escolhem fazer é Nutrição, para poder exercer melhor a profissão e ter um melhor entendimento do que está fazendo ao trabalhar junto com um nutricionista.

6- Expectativa x Realidade. Quais eram suas expectativas sobre o curso? Durante a graduação elas se manterão ou a realidade foi outra?  

Minha expectativa e de todos que entram no curso é ter mil aulas práticas e passar a maior parte do tempo na quadra. Mas, não é bem assim. Nós passamos a maior parte do tempo tendo aulas teóricas. Algumas matérias são totalmente teóricas, e as que são práticas são bem dividas (primeira parte da aula teórica e segunda prática).

7- Com a mudança do ensino médio para faculdade existem algumas diferenças, quais foram as mais significativas para você. Aproveite e nos conte como foi seu primeiro dia de aula e quais suas dicas para os calouros?

Ter três horas de aula com o mesmo professor é bem cansativo. Outra coisa é a rapidez com que eles explicam a matéria e que nós temos que acompanhar e a infinidade de trabalhos a se fazer. São muitos trabalhos mesmo, e todos em grupo. 
Eu entrei na faculdade no segundo dia de aula, então algumas pessoas da sala já se conheciam. Eu não conversei com ninguém naquele dia, só me sentei em um lugar, assisti a aula e fui embora. Minha dica é prestar atenção na aula mesmo e ser você! De início é estranho entrar em uma sala cheia de pessoas desconhecidas, mas ninguém se conhece ali, e com o tempo as pessoas vão se enturmando. Se você é quietinho, fica na sua que alguém vai puxar assunto com você. Se você é mais extrovertido e gosta de puxar assunto com as pessoas, já chega conversando com todo mundo mesmo.

8- Quais dicas você daria para quem está querendo começar a fazer o mesmo curso que você?

Você vai ter que estudar bastante, e aprender a lidar com pessoas, afinal vai trabalhar com isso. Pesquise muito sobre o curso (grade horária, boas faculdades, áreas de atuação) para saber se é isso mesmo que você quer.

9- Formei e agora? Como foi para você a reta final do curso e quais foram as principais mudanças que você notou após a formatura? 

10- Qual sua dica para quem vai prestar vestibular em breve? Qual foi a estratégia de estudo que você usou e aprovou?

Eu sou bolsista do PROUNI (100%), e consegui essa bolsa através da nota do Enem. Darei dicas de estudo que eu usei e deram certo para mim.
Foque na prova que você quer fazer e pesquise sobre ela: Fuvest, Enem, Unicamp... qual é a sua prioridade? Após definir isso, pesquise bastante sobre essa prova, os assuntos que mais caem, e foque os estudos nesses principais assuntos. Fazer antigas provas e simulados também é ótimo!
Pesquise muito sobre redação e arrase! A redação costuma ser de extrema importância para nota, então pesquise sobre como estruturar uma boa redação e treine bastante.



Contado Vitória Bruscato: 
Blog: http://cheirode-pipoca.blogspot.com.br/
YouTube: www.youtube.com/VitóriaBruscato
Instagram do blog: @cheirodepipoca
Instagram pessoal: @bruscato_vit

Você pode gostar

1 comentários

  1. Oii, que interessante. Eu já estou em desespero antes mesmo de iniciar as aulas. Vou fazer o 3° ano e estou me vendo depressiva ao longo do ano todo por causa dos vestibulares e do Enem.

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.