Quando as Estrelas Caem

sexta-feira, maio 04, 2018

Tarver só tem 18 anos, mas já ocupa o posto de Major e foi condecorado como herói. Lilac é mimada e arrogante, e acha que o mundo existe somente para servi-la. A menina mais rica da galáxia e o guerreiro misterioso. Perdidos em um planeta abandonado, os únicos sobreviventes de um desastre que matou milhares de pessoas sabem que precisam aprender a conviver e não estão certos de que conseguirão voltar para casa um dia. Juntos, eles enfrentam aparições, vozes fantasmagóricas, coisas que desaparecem e a presença cada vez mais próxima da força desconhecida que ejetou do espaço a nave Icarus. Criando um vínculo que supera o clichê os opostos se atraem , Lilac e Tarver provam que a coragem e a lealdade podem ser muito maiores que o instinto de sobrevivência. Personagens que, de tão imperfeitos, nos fazem torcer por eles. Suspense arrebatador, amadurecimento e um desfecho eletrizante daquelas fantasias que nos cativam e fazem querer compartilhar a história com todo mundo... Quando as estrelas caem é apaixonante.  📖Skoob 👍Avaliação Final: 

Este livro é o primeiro volume da trilogia Estrelas Caem e um lançamento super aguardado aqui no Brasil. Ano passado li algumas resenhas sobre e fiquei super empolgada para conhecer o livro que prometia superar o clichê os opostos se atraem e eis que finalmente tive a oportunidade, mas achei a trama tão inovadores e incrível assim. 

Essa é uma natureza selvagem esperando para me engolir; a minha luta inglória mal afetaria este lugar inóspito. Não há regras para aprender, nem pontos a serem ganhos, nem blefes. Isso é um inferno que eu nunca tinha imaginado. E eu acho que vou morrer aqui.

Inicialmente o que nos é apresentado mais parece uma releitura do filme Titanic, mas até então isso não é algo exatamente ruim. Como a própria sinopse sugere já sabendo que a a Icarus onde nossos  protagonistas estão irá cair, mas como esperar algo diferente de uma nave com esse nome?  Para quem não sabe Ícaro, na mitologia grega, era o filho de Dédalo e é  conhecido pela sua tentativa de deixar Creta voando – tentativa frustrada em uma queda que culminou na sua morte nas águas do mar Egeu.


Depois da queda é como se fossemos transportados para uma versão inspirada em Seis Dias, Sete Noites (filme protagonizado por Harrison Ford e Anne Heche) , onde Lilac e Tarver acabam indo parar em um Planeta até então desconhecido, mas que apresenta todas as características de um lugar habitável, exceto pelo fato de eles serem as únicas pessoas por lá. Já de cara Tarver  começa a se questionar esse fato e quando Lilac começa a ouvir vozes e ter visões os dois começam a teorizar a possibilidades de eles não estarem realmente sozinhos. 
Como se vive de novo quando se sabe o que o espera no fim?

É nesse momento que a história realmente começa e desperta nossa curiosidade para o que realmente é o lugar onde eles estão, o que são essas vozes, o motivo da nave ter caído e é claro se termos uma história de amor com final feliz ou não.
 

A narração é em primeira pessoa dividida entre Lilac e Tarver , e ao final de  cada capítulo temos uma espécie de interrogatório onde Tarver responde perguntas feitas sobre o período que eles passaram no planeta. Esses capitulos são curto o que em teoria deixaria a leitura mais rápida, porém apesar de a história prender as coisas não fluem tão bem. Ao longo das 412 páginas tive a sensação que eu lia, lia e não sabia do lugar e já na reta final tudo aconteceu de maneira rápida demais deixando várias teorias no ar.  Ao meu ver Quando as Estrelas Caem poderia ser um livro mas curto contando a mesma história, ou ainda manter o número de páginas e explorar mais os personagens e o cenário. 

Por um momento, a imagem perante nós fica congelada: nosso mundo, nossas vidas, reduzidos a um punhado de estrelas meio perdidas em um espaço não mapeado. 

De um modo geral Quando as Estrelas Caem é um livro bom, que se destaca tanto pela história que conta, mas pela construção de seus personagem e a evolução deles, assim como a reflexão que ele traz. No entanto não é um livro que vai mudar sua vida principalmente para os fãs de ficção científica, mas o que pode parecer algo negativo na verdade é algo bom, pois se você assim como eu não é tão acostumando com o gênero e está querendo se aventurar por outros mundos esta é uma boa escolha pra começa, principalmente se você curte um bom romance. 

Antes de finalizar gostaria de acrescentar que apensar de seu uma trilogia cada livro tem começo, meio e fim bem definidos, mas que no final de tudo as histórias se completam trazendo as respostas para o enigma que se inicia em Quando as Estrelas Caem, então fica aí mais um motivo para conferir a história. E agora finalizando tenho uma boa notícia para vocês teremos o sorteio de um exemplar do livro para vocês conferirem a história e tirarem as próprias conclusões. Participe do sorteio!

Próximos livros da trilogia: This Shattered World - Their Fractured Light. Saiba mais aqui.  


Você Pode Gostar Também

10 comentários

  1. Não tinha ouvido falar desse livro, mas agora estou super curiosa a história parece ser viciants rs. beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu já li alguns livros de suspense, e confesso que amo, acho incrível como isso nos faz viajar para o lugar onde a cena está sendo descrita, e acabamos por ter sensações de verdade, mesmo sendo "só" um livro. Já quero muito ler esse!

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito fã de romances mas gosto de ler livros para sair da zona de conforto e esse entrou para minha lista de leitura com certeza!

    ResponderExcluir
  4. Nossa!
    Em êxtase porque trazer um releitura de Orgulho e Preconceito misturado a uma ficção científica, é algo sui generis e fiquei muito curiosa para acompanhar toda a avenDesejo um MÊS de sucesso e bençãos!
    “Nunca confunda movimento com ação.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!
    tura do livro.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Olá Ane, tudo bem? Quando li o nome Icarus, logo pensei que teria um dedinho de mitologia grega na história, eu sou apaixonada por esse mundo mitológico, fiquei um pouco decepcionada ao perceber que não tem nada a ver, só o nome mesmo...rs!
    Gosto de livros que fazem releituras de filmes e outros livros também, espero que esse seja uma ótima recontagem da história e que me surpreenda,com certeza darei uma chance para ela assim que eu puder, mesmo eu estando fugindo das trilogias esse ano.

    Beijos e abraços
    http://resenhasdaviviane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a obra. Gostei da resenha. Não sei se leria mas de todo modo gostei da forma como vocês expôs o texto.

    ResponderExcluir
  8. Esse livro é realmente para dizer que os opostos se atraem... acredito muito nisso e quero ter a oportunidade de ler para saber como vai começar esse amor entre esses dois , que no início, se odeiam! Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Patricia Queiroz14 de maio de 2018 13:44

    Parece muito clichê, mas depende muito de como a história é desenvolvida. Vez ou outra ler um romance é muito bom e com pitadas de ficção, deixa o livro mais interessante.

    ResponderExcluir
  10. Tenho lido bons comentários sobre esse livro. E apesar de não ser tão fã assim de ficção científica, gostei por ser também uma história de fantasia. Gênero que curto muito!
    Assim como também achei o enredo diferente.
    E se como nos contou,tem certa semelhança com o filme "Seis Dias,Sete Noites,melho ainda!
    Pois adorei o filme. :)

    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.