Entrevista Kamile Girão

sábado, julho 22, 2017


Aposto que você já teve pelo menos um livro que após a leitura, você ficou desejando ser amiga do autor(a) não é mesmo? A gente também fica assim e uma forma de nos sentirmos mais próximas dessas pessoa que nos presenteiam com histórias incríveis e conhecer um pouco mais sobre eles e a criação dos seus livros através de entrevistas. Então hoje temos uma entrevista com  Kamile Girão, a autora de Fisheye, um livro amorzinho que vale a pena ser lido!

1) Primeiramente gostaríamos de agradecer a oportunidade desta entrevista. Kamile nos conte como surgiu a ideia para escrever Fisheye, já que a retinose pigmentar não é uma doença tão conhecida?  

Eu tinha acabado de ler a versão original d'A Bela e a Fera, então isso me atiçou bastante para escrever um livro com a temática de transformação, do "feio belo". Conversei sobre a ideia com uma amiga que sempre me acompanha quando crio novas histórias, e eu já tinha uma vaga imagem de que queria falar sobre uma menina com problemas de visão. Aí ela me sugeriu a retinose pigmentar, porque é a doença de um tio dela. Acatei na hora.

2) Como foi o processo de escrita e  publicação? Você sentiu diferença no processo de escrever seu primeiro livro e esse? Nos conte como foi o processo de busca por uma editora e qual a maior dificuldade na sua opinião para quem está começando agora? Você pensou em desistir de publicar?

Fisheye foi o livro em que mais emergi. Foram quatro anos de produção, e fui para o Instituto Hélio Góes, da minha cidade, para fazer pesquisa. Também entrei em grupos no Facebook para conversar com pessoas que tinham a doença, e até fiz o exame necessário para detectar a retinose pigmentar. Foi algo que jamais fiz com qualquer outro livro, então foi muito intenso. Ainda não me recuperei,
Em relação à editora, eu já era amiga da Marina e, numa conversa, surgiu a ideia de lançar Fisheye pela Wish através do financiamento coletivo. Acho que a maior dificuldade para quem está começando e saber como fazer. O uso de plataformas online é uma ótima maneira de dar aquele pontapé inicial, de fazer contato, trocar ideias, etc. Era um processo que eu gostaria de ter feito antes de lançar meu primeiro livro (Yume).

3) Assim como a Ravena você também é uma fã de Star Wars, fotografia e músicas dos anos 60, 70, 80? 

Sim, haha ❤

4) Qual foi o livro que despertou seu interesse pela leitura e aquele que você leu e te fez querer contar histórias? 

Eu sempre li muito. Quando era criança, minha mãe lia contos de fadas para mim, e meio que foi isso que me incentivou a escrever. Eu gostaria de fazer o mesmo para outra pessoa.

5) Na hora da escrita o que te inspira? Quem são seus autores favoritos?

Música, sempre! Sou uma pessoa que só se movimenta através de música. Tenho vários autores favoritos, mas no momento é o Hans Christian Andersen que me inspira bastante.

6) Qual dica você daria para quem tem o sonho de publicar um livro? E na sua opinião qual é a dica de ouro na hora da escrita?

Começar escrevendo para a internet é um ótimo meio de pegar experiência na área. Plataformas como o Wattpad são muito boas para trocar ideias, contato, receber feedback.  E dica de ouro, para mim, é: escreva e deixe molho pelo tempo que for. Depois, é enfiar a cara no texto e revisar infinitamente, até sentir que o trabalho chegou no ponto desejado.

7) Se seu livro fosse adaptado qual formato você escolheria: cinema, série de TV ou teatro? Com o formato escolhido quais atores você gostaria que dessem vida aos personagens? Quanto a trilha sonora você manteria a que disponibilizou ou mudaria alguma coisa?  

Teatro é um sonho! Sou muito fã de musicais, então se eu visse um livro meu adaptado para este formato, com certeza seria uma realização muito grande (e se tivesse alguma das músicas da minha playlist, eu seria ainda mais feliz!).

8) Podemos esperar um novo livro em breve? E sobre qual tema você gostaria muito de escrever?

No momento, não. Estou focada em outras coias, mas já comecei a rascunhar algumas ideias futuras. Vamos ver o que vai sair disso :) 

9) Um livro, um filme, uma música, um lugar e uma pessoa que marcaram sua vida de alguma forma?

Livro: Golem e o Gênio (uma das minhas fantasias favoritas)
Filme: O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
Música: Defying Gravity - Wicked
Lugar: o café da Livraria Cultura da minha cidade. Sempre que preciso de inspiração, vou lá comer uma tapioca.
Pessoa: Minha mãe <3 font="">

10)  E para finalizar gostaríamos de agradecer novamente pela entrevista e pedir para que você deixasse uma mensagem para nossas leitoras e leitores.

Obrigada pela oportunidade, gente! E continuem a acessar o blog, porque ele é muito lindo e querido!


Livro  / Site Facebook

* Foto: Arquivo pessoal da autora. 

Você Pode Gostar Também

1 comentários

  1. Awon!! Ela é uma fofa! Amei a entrevista! Acho que em alguns aspectos sou parecida com ela, espero ver novos livros em breve ♥♥
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.