Tudo aquilo que eu sinto, mas não digo

sexta-feira, junho 02, 2017


Não sei se você lembra, mas em uma sexta-feira do mês de novembro eu te pedi que me encontrasse na minha loja de discos favorita. Talvez na época você tenha achado estranho a escolha do lugar para nosso primeiro encontro. Algum tempo depois, mas precisamente um ano e te levei a minha livraria favorita e compartilhei os melhores livros da minha vida. Até hoje me pergunto se você entendeu o motivo disso. Lembra quando você me contou todo feliz que tinha passado no vestibular e te disse que precisamos comemorar e ao invés de irmos a um barzinho te preparei o jantar? 

Eu poderia passar horas aqui relembrando todos os lugares que te levei, tudo aquilo que mostrei e as poucas vezes que eu te disse como eu me sinto. Mas ainda assim você não entenderia. Você sabe que eu nunca fui boa com as palavras, eu sempre me atrapalho na hora que tento dizer algo. Eu me esforço, mas não consigo então eu te mostro, mas por algum motivo você não vê. Você não escuta as palavras que o meu silêncio diz e os meus gestos gritam. 

Tudo aquilo que eu sinto, mas não digo eu te mostro e ainda assim você não vê. Te levei aquele dia na minha loja de discos favorita para que você ouvisse através das letras e das melodias tudo aquilo que eu não conseguia te dizer, mas que eu sentia. Cada cantor, cada banda cantavam para você sobre o meu amor por ti. 

Na livraria usei a fala dos poetas e dos grandes filósofos para ilustrar como é intenso e concreto o meu sentimento. É fato que o teu afeto me afetou, ainda que muitas vezes eu negue. Te preparei o jantar para que você pudesse sentir através do teu paladar o quanto o meu amor é presente em tudo aquilo que faço, que você é a minha inspiração, o que dá sabor a minha vida até então tão sem sal. Tudo aquilo que eu sinto, mas não digo eu te mostro e dessa vez talvez através dessas palavras escritas, finalmente você enxergue que que muitas vezes me falta palavras, mas jamais me faltou amor. 





Você Pode Gostar Também

8 comentários

  1. Que graça de expressões S2

    www.sempremorenaantenada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. OOH CÉUS!
    Transbordou tanto sentimento, mesmo sem precisar confirmar isso diretamente! Que carta/texto lindo. ♥

    ResponderExcluir
  3. O silêncio e os gestos dizem muito mais do que as palavras. Às vezes palavras não são suficientes, mas aquilo que a gente demonstra consegue expressar tudo o que está dentro de nós. Parabéns pelo texto!

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que texto lindo !!! Me identifiquei muito, também não sou boa em expressar o meu amor para as pessoas então tento mostrar de outras formas e muitas vezes elas não enxergam. Muito profunda a sua reflexão. :)

    O Mundo de Eulália

    ResponderExcluir
  5. Que coisinha mais linda de ler! Amei a relação que tu estabeleceu entre as coisas e o amor, e essa singularidade deixou esse texto, tão simples e pequeno, memorável e bonito de um jeito único. <3

    ResponderExcluir
  6. Que texto mais amor! Cada pessoa tem um modo de demonstrar seu sentir, é importante darmos espaço e atenção a todos ao nosso redor para que eles possam demonstrar e, a nós, captarmos todas as sutilezas dos dizeres não ditos! <3 <3 <3
    xoxo

    ResponderExcluir
  7. Oiiie!

    Amei o texto! Consegui imaginar tudinho! Parabéens!

    Beijos

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.