Entre serpentinas e confetes

domingo, fevereiro 26, 2017


Olha só! Quem diria... Eu que nem gostava de carnaval hoje vejo certa graça em meio a esta folia. Lembro-me que era uma terça de carnaval e eu teria uma prova importante na quarta-feira, tudo o que eu mais queria era um dia de sossego para poder estudar e se tudo desse certo no final do dia relaxar um pouquinho, afinal ninguém é de ferro, mesmo que alguns digam que eu pareço um robô. 

Nunca fiquei tão feliz por morar afastada do centro da cidade, pois assim eu estaria longe de toda aquela bagunça de carnaval. Abri as janelas, organizei a mesa, separei os livros. Tudo estava pronto! Mas do nada ouço um cantoria baixinha, achei estranho já que todos os meus vizinhos estavam viajando. E aos poucos ela foi ganhando força e quando me dei conta invadiu o apartamento inteiro. 

Olho pela janela recém aberta e me deparo com um carro de som descendo a rua e um conjunto de pessoas vindo atrás. Naquele momento o meu dia perfeito de estudo se torna um sonho distante, mas eu não ia deixar ele se ir sem lutar antes. Desço as escadas o mais rápido que posso, abro o portão e dou de cara com o carro estacionado logo em frente a casa vizinha. Não penso duas vezes e vou de encontro a um cara encostado ao lado do carro com um microfone em mãos. Não me recordo o que ele falava, só sei que da maneira que ele dizia as palavras mostrava que ele era o líder daquela bagunça toda. 

-Ei você aí de verde com o microfone na mão! Não está  me escutando ou não gritei alto o suficiente para chamar a atenção de toda a vizinhança?  
- Desculpa a demora para responder. É que estava procurando de onde vinha esta voz, mas só agora me dei conta que que ela vinha aqui de baixo.
- Você está insinuando que eu sou pequena demais para ser notada?
- Longe de mim te chamar de baixinha. É só que é carnaval...
- Eu sei que é carnaval, mas isso não muda o fato que está é uma região residencial onde moram pessoas de bem que só querem ter um dia de sossego longe de toda essa confusão.
- Ainda bem que alguém me entende! Eu também estou cansado de toda aquela loucura lá do centro por isso reuni a galera para curtir em uma lugar mais tranquilo e aqui me pareceu perfeito, afinal praticamente todo mundo ou está viajando ou pulando carnaval.
- Exatamente. Nem todo mundo se incluí nessa sua divisão. Eu faço parte das pessoas que não curtem carnaval e que não esquecem que a vida continuam além desse feriado.
- Nossa! Tô vendo que alguém acordou de mal humor hoje. Mas que tal fazermos um acordo?
- Um acordo ? Não sei se estou interessada. 
- Bom espero do fundo do meu coração que se interesse. É o seguinte eu levo embora toda a minha galera e isso que você chama de bagunça para longe daqui e você volta a fazer seja lá o que você estava fazendo. Se...
- Se...?
- Se você topar sair comigo. Tipo agora, peço uma horinha do seu dia. É que fiquei curioso para saber porque uma pessoa tão pequena é capaz de carregar consigo tanta revolta por uma data tão legal.
- E seu eu disser não?
- A gente fica por aqui e você decide se quer se juntar a dança ou ficar aí reclamando da bagunça. Mas se você aceitar depois de uma uma hora comigo eu juro que te deixamos em paz.
- Tudo bem. Eu topo. 

Então quem diria que entre serpentinas e confetes, livros e alguns cafés eu te encontraria. Depois daquela uma hora de conversa, mesmo que já tenham se passado 5 anos eu ainda não gosto muito de carnaval, mas devo admitir que ter te conhecido trouxe alguma graça para a data.  

Este texto foi inspirado no tema de fevereiro do Projeto Escrita Criativa. Para conhecer o projeto clique aqui.como criar um blog

Você Pode Gostar Também

2 comentários

  1. Que texto legal! Eu também detesto Carnaval e não pude deixar de me identificar com a protagonista!!! eheheh Sempre passo meu feriado fazendo outras coisas... rs
    E, para a moça do conto o feriado ainda rendeu uma bela descoberta para vida! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Que testo maravilhoso!! Gostei muito da sua postagem... Porém eu sou pernambucana e amo o carnaval... Para mim é a melhor festa do ano, é uma pena que hoje eu esteja morando em uma cidade onde o carnaval não é tão comemorado. Fico um pouco triste nesse época do ano, por não poder está no meu pernambuco.

    opiniaofeminina1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.