Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática

quinta-feira, julho 07, 2016

Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz.
Skoob  Avaliação Final:  💻 Download Marcador

Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática é o novo livro da autora queridinha dos adolescente Thalita Rebouças e abordar uma temática cada que faz parte da vida de muitas pessoas: o bullying.  

No livro conhecer Tetê ou Teanira, como ela detesta ser chamada, já deu para perceber que ela sofre até no nome. Ela é uma jovem de 15 anos que não tem amigos, é excluída  e humilhada pelos colegas da escola e dentro de casa ela tem que lidar com as críticas "construtivas" dos familiares, que de nada ajudam a garota e sim deixam ela mais pra baixo. Depois da perda do emprego pelo pai, ela e seus pais passam a morar com os avôs maternos e assim ela sobre um drástica mudança, mas que serve como um recomeço. Novo bairro, nova escolha e quem sabe uma nova Tetê.

A verdade é que mudanças sempre me assustaram. O medo de que as coisas piorassem me impediu a vida toda de tomar atitudes que representassem qualquer tipo de risco.
Já no primeiro dia de aula Tetê já faz dois amigos Davi (o nerd da turma, aquele menino fofo a moda antiga e invisível aos demais colegas) e Zeca (o amigo gay, cheio de trejeitos, impossível de passar despercebido, ele chega nos lugares querendo causar e finge não ligar para os comentários maldosos dos colegas), juntos eles forma o trio dos excluídos e de cara Zeca já dá um toque em Tetê sobre os cuidados que ele deve ter com sua aparência um tanto desleixada.  

Conforme a amizade com os meninos evoluí Tetê vai mudando sua aparência graças a ajuda de Zeca e vai se tornando mais confiante. O clima em casa melhora, ela faz mais amizades, se interessa pelo cara popular do colégio (Erick) e com isso atrai toda a raiva de sua namorada e queen bee da escola (Valentina) e passa a viver momentos tenso por causa dos ataques constante que ela sobre da garota e suas amigas. Mas com a ajuda de seus novos amigos ela consegue superar tudo isso e encontrar seu lugar nessa bagunça toda que é a adolescência. 
O que ele mostrou para nós dois é que não dói e não custa tentar sair da zona de conforto. Se ficar ruim, a gente volta para ela. Mudar só um pouquinho por fora pode mexer um muitão por dentro. 

O livro está lindo, daqueles que a gente já quer comprar só pela capa. A escrita da Thalita continua a mesma sempre acompanhada de um dose de gírias, situações inusitadas, aquela pitada de humor que só ela tem. Os personagem são fofos alguns dão vontade de a gente ter como amigo de tão legais que são. E e ao longo dá história temos várias receitinhas super fáceis de se fazer, cortesias da Tetê. Mas nem tudo são flores e algumas coisas me incomodaram durante a leitura, como por exemplo:

1. Achei a descrição da Tetê um pouco forçada, a menina não penteia o cabelo, não se depila, tem monocelha, usa aparelhos, óculos de senhora, é gordinha e ainda é super branquinha, ou seja tudo grita nela chamando a atenção e acredito que não precisava ser algo tão caricato assim. 
2. Os amigos de Tetê são um perfeito esteriótipo que se tem de alguém nerd ou gay, acho que também não precisava ter feitos eles assim para mostrar como eles também sofrem preconceito. 
3. A típica transformações de beleza que resolve tudo na vida e uma garota. Acho que que em tempos que falamos da influencia da mídia na vida das garotas e os padrões de beleza impostos pela sociedade, o empoderamento das mulheres, acho triste de ver uma menina mudar sua aparência para "arrumar alguém" e a pressão para que ela arrume um namorado para ser feliz, sendo que toda garota precisa antes de mais nada ser feliz consigo para ser feliz com alguém. 

Tirando esses detalhes acho que o livro vai fazer com que muitas meninas e meninos se identifiquem como os dramas e alegrias vivido por Tetê e seus amigos. E uma boa notícia a Thalita já confirmou que vem continuação por aí, mas garanto para vocês o livro termina sem pontas soltas então dá para ler sem medo. 

Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Obrigadaa mesmo pela resenha, eu ia comprar e agora vi que melhor não hahaha Menos um livro que ia ficar parado e eu ia chorar muito por não conseguir ler ele
    Beijão
    querosermiranda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Então, quando vi esse "mal-amada" no título, fiquei meio cabrera... Sei lá, isso me deixou com um pé atrás tão grande que, apesar do projeto gráfico ser lindo (que capa mais fofa!), não fui nem conferir a sinopse.

    Sua resenha me deixou um pouco mais curiosa e quebrou a má impressão que tinha. Quem sabe mais pra frente eu leia!

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
  3. Gostei da sua resenha, que fotos lindas!!! eu li o livro e gostei bastante, foi um dos livros mais engraçados que li. Já vi a transformação da Tetê diferente de você, percebi que a cada mudança ela se sentia mais bonita e mais feliz, e a mudança dela foram coisas básicas de uma menina que está virando uma mulher, aprender a se depilar, fazer as sobrancelhas, usar desodorante, coisas que nós não fazemos na infância. Enfim o legal de livro é isso, cada um consegue interpretar de uma forma certas coisas ;)
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tenho certa aversão aos livros da Thalita Rebouças justamente pelo fato que você citou, os esteriótipos exagerados. Acho que torna as histórias muito clichês.
    Mas parabéns pela resenha, foi bem detalhada e esclarecedora!
    Abraçz

    http://motivospelosquaisestoufelizhoje.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.