Para aonde foram as borboletas?

quarta-feira, setembro 09, 2015

O celular toca, mas não atendo. Não preciso ver o visor para saber que é você. Eu poderia atender e ouvir o que você tem a me dizer, mas de que adiantaria? Fecho as cortinas do meu quarto e me deito. 10 chamadas perdidas não são nada comparadas a uma vida. 

Ouço passos na calçada e não demora para que eu escute a minha campainha  tocar. Prendo a respiração e sinto um frio na espinha, não me mexo. Sei que você não pode me ver, mas o fato de saber que você está assim tão próximo de mim, separados apenas por uma parede me assusta. Você bate algumas vezes na porta, grita meu nome. Eu me encolho e tudo que eu desejo e que tudo passe, que você vá embora ou melhor desejo profundamente que você nunca tenha chegado, que nossos caminhos não tivessem se entrelaçados em uma florida tarde de setembro.

O portão se fecha e sei que você já foi, hoje você não demorou tanto e isso creio eu que seja um bom sinal. Me pergunto aonde foram para as borboletas que habitavam meu estômago, o que aconteceu com aquela sensação boa que me fazia flutuar. Quando foi que o amor passou a ser medo e eu me tornei refém das tuas escolhas.  Tudo foi a tanto tempo, mas ainda sinto como se fosse ontem. Abro as cortinas, vejo a lua e penso comigo que esta é apenas mais uma fase que vai passar, tem que passar, se ela não se for eu tenho que ir, não posso mais viver rodeadas de fantasmas que insistem em me visitar. Olho o mapa e faço as malas, não me importo mais com o destino deste que eu não te tenha ao meu lado para me acompanhar. Este é o meu momento e não vou deixar passar... 

*Esse texto faz parte do Projeto "Escrita Criativa".. Para conhecer o projeto, clique aqui

Você Pode Gostar Também

3 comentários

  1. Serio já tinha quase esquecido o quanto seus textos são incríveis, com escrita sensível e delicada que me fazem sentir tudo o que está escritos, maravilhoso como sempre!

    Beijos.

    http://taianebarboza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie!! Parabens pelo texto. Muito lindo e a leitura e' bem leve. Realmente acho que as borboletas vao embora quando nao e' bom pra gente. ;) Beijinhos

    http://www.verdadeescrita.com/procura-se-um-pa/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu adoro seus textos e esse projeto.
    Não ando com tempo para escrever, é o segundo mês que falho, mas logo volto.
    Parabéns pelo texto, vc escreve muito bem :)

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.