Eleanor & Park

quarta-feira, março 19, 2014

Eleanor & ParkEleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.
Skoob  Avaliação Final:  
Onde Comprar: Compare Preços - Americanas - Submarino - Saraiva 

Por que é sempre mais difícil quando a gente tem que escrever sobre algo que a gente simplesmente amou? Não sei exatamente qual seria a resposta para essa pergunta, mas acredito que seja pelo fato do amor ter esse poder de nos deixar sem palavras... Mas como sempre isso não nos impede de tentar explicar, e cá estou para falar sobre Eleanor e Park.


O ano é 1986, mas poderia muito bem se passar em 2014 (a não ser por não termos hoje tantas referências musicas de primeira como na época), Eleanor é uma garota fora dos padrões das meninas da sua idade (ela tem 16), da sua cidade, da sua escola, da sua família, na verdade ela está fora dos padrões estabelecidos pela sociedade, mas quem se importa com isso? Eleanor não se importava que as pessoas debochassem do seu cabelo ser ruivo demais, encaracolado demais e que não saber ficar sobre controle, assim como também não se importava por seu corpo não ser escultural e estar um pouco acima do peso e de suas roupas masculinas maiores que ele. Park é aquele tipo de cara legal que ninguém sabe muito sobre, mas que ninguém tem nada contra. Ao contrario de Eleanor ele não sabe não se importar. Park é mestiço, possuí praticamentos todos os traços da mãe que é coreana, a não ser pelos olhos verdes. Ele sempre se sentiu deslocado devido a sua aparência, não porque fosse feio ou algo do tipo,mas ele se destacava em meio a tantas pessoas iguais. Até conhecer Eleanor...



Eleanor não foi uma surpresa boa a primeira vista aos olhos de Park, assim como ela também não simpatizou com o mestiço que iria a vir dividir o banco do ônibus para a escola todos os dias. Apesar do primeiro encontro não ter sido dos melhores, ao longo dos dias que se passaram mesmo que ainda em silencio algo nascia entre os dois, talvez já fosse amor mesmo antes de ser, do jeito que deve ser, simples sem  porquês. Estava ali esperando o momento certo para se revelar para ambos. Vidas nada perfeita que se cruzam em meio uma sociedade preconceituosa e com padrões pré- estabelecidos com uma trilha sonora para ninguém botar defeito e com cenas dignas das histórias em quadrinho, só que melhor, afinal é a vida real.  

Este é aquele tipo de livro que é impossível ser apenas mais um na nossa estante, ele nos faz pensar em questões que geralmente passam despercebidas, nos faz querer viver algo tão bonito quando o sentimento que embala a vida dos protagonistas, enfim Eleanor e Park é inspirador. Rainbow Ronwell construiu uma história tão rica em detalhes e sensação a partir de algo tão singelo, que nos cativa logo nas primeiras páginas e quando chegamos ao final é como se dois dos nossos melhores amigos nos dessem um adeus, mas daqueles com cara de até logo e que a gente não vê a hora de eles voltarem para nos contar as novidades, mesmo que elas não sejam assim tão felizes, porque convenhamos a vida real tem dessas coisas, altos e baixos, momentos tristes e de felicidade...




Então para finalizar eu super recomendo a leitura do livro. Se alguém já leu/ou ir ler depois quero saber o que achou. Antes que eu me esqueça iremos sortear 4 marcadores do livro entre as pessoas que comentarem neste post (dois marcadores para cada, pois eles se completam!), basta comentar nesta resenha e no final do comentário deixar um e-mail para contato.

obs: Uma ótima noticia a Editora Novo Século irá publicar o livro Fangirl da autora aqui no Brasil também!

Você Pode Gostar Também

3 comentários

  1. Gostei desse livro desde a primeira vez que eu vi. Ainda não li, mas estou com muita vontade. Principalmente por se tratar de um romance em que os personagens principais não são "perfeitinhos".

    Quero os marcadores <3
    natioliveira28@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Já li o livro e gostei muito! Achei que é um livro bem diferente da maioria dos YAs que são mais famosos, e isso faz com que o livro seja bem especial. A escrita da Rainbow Rowell é excelente. Só amor pelos livros dela. <3 Muito bom saber que a Novo Século também vai publicar Fangirl! :D Podiam aproveitar e publicar Attachments também. :D
    mayarams@hotmail.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu comecei a ouvir falar desse livro porque uma atriz que eu gosto estava lendo, fiquei em polvorosa quando descobri que traduziram e lançaram no Brasil! Acho que a maioria se apaixona de cara pela história, mal posso esperar pra ler também!

    georgia.alice@gmail.com

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.