Um Amor de Cinema

6 de mai de 2016

Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração. Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema? 

Skoob Avaliação Final: 

Um amor de cinema foi um livro que comecei a ler sem grandes expectativas, apenas para passar o tempo e que foi me conquistando aos poucos e quando terminei a leitura está apaixonada pela história. 
Kenzi Shaw é  uma mulher de quase 30 anos que não é levada muito a sério por sua família, e que na busca por tentar agrada-los ele acaba se perdendo de si mesma. Noiva de uma cara aparentemente perfeito e feito sob medida para os padrões de sua família ela acredita que está prestes a viver o seu tão esperado conto de fadas. Mas as coisas começam a dar errado quando seu planos de casamento são ofuscando pelo anuncio de gravidez da sua cunhada.
Onde está o meu recomeço? Tenho quase trinta anos e minha vida é... o quê? Tudo que deveria ser, mas ainda não é boa o bastante. Eu não sou boa o bastante. Hoje deveria ter sido um daqueles momento especiais que a gente lembra para sempre. Deveria ter aquelas cenas de felicidade que vemos no cinema.

Como era a minha vida na época da internet discada

4 de mai de 2016

Ontem dia 03 foi comemorado o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa e com todo essa polemica sobre dos planos das operadoras e do apoio da Anatel e o risco de vivermos em um país com o acesso a informação limitado é preocupante. E isso meio que lembra como era viver nos anos 90 em tempos de internet discada. Com base em tudo isso a blogagem coletiva desde mês do grupo de Blogueiros Geek propôs que contássemos um pouquinho de como era nossa vida na época da internet discada.

Em uma época não muito distante não existia nada melhor do que passar o tempo assistindo televisão. Os anos 90 tinha uma programação incrível e eu nem sonhava em ter um computador em casa e quem dirá com a internet. A  partir de 1997 que a internet começou a ganhar espaço no coração dos brasileiros, mas não era todas as casas que tinham esse privilegio. 

Um dia em silêncio

2 de mai de 2016


Eu nunca gostei muito de bebidas alcoólicas, não entendo a necessidades das pessoas em consumi-las, mas também nunca gostei muito de você e aqui estou tomando mais uma dose para te esquecer. 

A vida tem dessas coisas, ela tem um certo humor negro e adora uma ironia. Lembro da primeira vez que te vi e te achei o cara mais insuportável da face da Terra, quem sabe talvez do universo. Mas aí você veio com um jeito desencanado se aproximando de mim e todos me diziam para não ser tão chata e te dar uma chance, afinal ninguém é perfeito e logo eu me acostumaria com teu jeito. 

Passou-se um mês e lá estávamos nós rodeados de amigos (era o que eu achava na época), sentados em uma mesa de bar. Ainda te achava um babaca, mas já estava me acostumando com isso e as vezes até ria das tuas piadas.  Pedi um suco enquanto todos tomavam uma cerveja e isso não me incomodava. Até que alguém pegou meu copo e jogou meu suco fora e enchendo meu copo de cerveja. Eu tentei dizer que não queria, que não gostava, mas no lugar de ouvir um tudo bem, não precisa beber o que eu escutei foi algo como não seja boba no inicio a gente também não gostava, mas depois de um tempo você acostuma. Foi inútil tentar reclamar, era como se ali eu não tivesse voz e tudo fosse silêncio quando se tratava do eu queria, do que eu sentia... 

Eu sabia que havia algo errado ali, era como se desde o início meu sexto sentido me alertasse para sair correndo na primeira oportunidade. Mas eu não queria ser mais uma garota chata, afinal o que eu sabia sobre a vida? Tomei um gole, dois, três... Já nem sei qual era o gosto e nem o porque da minha implicância. Me sinto feliz, alegre, leve e você, ah você está incrível! Nós somos incríveis!

Droga! Está tudo girando. Minha cabeça doí. Aí meu Deus o que foi que eu fiz... Silêncio. Faz tempo que eu não sei o que é ter um dia assim, lá fora tudo está quieto, mas aqui dentro o barulho é ensurdecedor, mas aos poucos as vozes estão se calando e com sorte eu encontro paz. 

Chega! Cansei de todos me mandando me acostumar. Não existe isso da gente se acostumar com aquilo que não nos faz bem, com aquilo que a gente não gosta, com aquilo que não acrescenta. Hoje estou bebendo mais uma dose para abafar as vozes e com sorte esquecer de ti e me lembrar de mim, mas só hoje. Um dia é tudo o que eu preciso, é tudo que me resta. 

Linhas e cores

30 de abr de 2016











Em abril é comemorado o Dia Mundial do Desenhista (15 de abril), e um dos temas da blogagem coletiva do grupo Irmandade das Blogueiras sugeria que a gente listasse alguns de nossos ilustradores favoritos. É muita gente talentosa para um post só, mas tentei separar alguns nomes nacionais que admiro e acompanho o trabalho. Vamos conferir!

Alana Prado:  Lanillu ou somente Lana. Estudante de Arquitetura e Urbanismo, e ilustradora de coração.




Malena Floresilustradora e uma menina comum que caça estrelas em noites de céu aberto. Além de desenhar, tem um projeto poético e autoral chamado Prosa de Cora.

Alimentos que podem te ajudar a dormir melhor

27 de abr de 2016


Uma boa noite de sono faz toda a diferença, mas infelizmente isso nem sempre é uma realidade. Muitas vezes a dona insônia resolve nos fazer uma visitinha básica e quando nos damos conta ela acaba fazendo parte da nossa rotina diária e não imaginamos nossas noites sem sua companhia.  Se você já passou por isso e está passando vai gostar das nossas dicas, se você não sabe do que estou falando sinta-se uma pessoa sortuda e aproveite as dicas para deixar seu sono ainda melhor!

Aposto que você já deve ter ouvido falar que os alimentos possuem várias propriedades benéficas para a nossa saúde e usados corretamente nos ajudam a ter uma vida melhor.  Com base nesse fato separei 10 alimentos que ajudam a melhorar a qualidade do nosso sono se tornando poderosos aliados no combate a insônia. 

1. Banana: tem um papel importante na produção de serotonina, que atua no cérebro regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, por exemplo. Também é uma grande fonte de vitaminas como o complexo B, B6, magnésio e potássio. Assim como a aveia a banana é uma ótima fonte de triptofano. Recomenda-se o consumo de no máximo duas unidades ao dia.

2. Leite: é uma ótima fonte de cálcio, vitamina D e A, e ainda contém o aminoácido triptofano, que ajuda no relaxamento  dos músculos e induz o sono.  Quem aqui nunca ouviu a  avó/mãe falar que um xícara de leite antes de se deitar ajuda a dormir melhor?

3. Aveia: é um cereal fonte de vitaminas (E e do complexo B), minerais (zinco, cálcio, magnésio, selênio,  silício), proteínas e fibras. Ela também é fonte de triptofano, o que ajuda na hora de manter um sono contínuo. A recomendação é que se consuma no máximo 3 colheres de sopa ao dia, porém há um detalhe importante a ser dito os celíacos deverão evitar o consumo pois a aveia é rica em  glúten.
Profano Feminino Todos os direitos reservados.
Criado por: Ane.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo