29 de jun de 2015

Brincos – acessórios indispensáveis

Todo mundo tem um tipo de roupa que usa mais do que as outras. Pode ser a calça jeans ou a camiseta branca, por exemplo. Com os acessórios, não é diferente. Porém não é todo o dia que podemos utilizar todos os tipos de acessórios, principalmente se forem jóias, pois muitas vezes elas acabam por chamar muita atenção.  Então hoje vamos falar sobre alguns tipos de brincos que fazem o maior sucesso entre nós mulheres.
Tipos de Brincos
  •  Brincos de Argola - Eles nunca saem de moda, são atemporais e podem ser usados em todas as situações. Podem ser grandes, médios ou pequenos, finos ou grossos, simples ou requintados, com ou sem pedraria e o ideal é que sejam leves, para que não machuquem as orelhas de quem os usa.
  •   Maxi Brincos – O mais chamativo dos brincos está fazendo muito sucesso mundo a fora. Você pode usar com todo e qualquer estilo, mas quanto mais livres estiverem os ombros e o colo, mais bonito o visual fica.

  •  Pontos de Luz - Discretos, charmosos e elegantes, são facílimos de combinar. Ficam lindos em todo tipo de pele, com qualquer corte de cabelo e qualquer estilo de roupa.
  •   Brincos Pequenos – Eles são a escolha ideal para quem tem o pescoço curtinho, mas são os mais democráticos dos brincos, pois ficam bonitos na maioria das mulheres e em produções diversas. Podem ter pedras ou ser lisos, mas os modelos de prata são os mais aclamados pela maioria feminina.

25 de jun de 2015

A DATA QUE VOCÊ NASCEU E A SUA FORMA DE AGIR.


Não sei vocês, mas eu tenho uma certa quedinha por teste e afins que falam sobre comportamento. Recebi a algum tempo um e-mail com este este é achei bem criativo e no meu caso combinou certinho ( o meu é o dia 27). Agora quero saber um pouquinho mais de vocês, veja se o dia em que você nasceu bate com a sua forma de agir  e compartilhe conosco.
DIA 1 = DIA DA LIDERANÇA

É um líder nato; gosta de mandar em vez de fazer. É
Criativo e original, tem raciocínio lógico e rápido, e é capaz de discutir sobre os mais variados assuntos, até mesmo aqueles que conhece superficialmente.Tem tendência a ser autoritário, de certa maneira possessivo e um tanto egocêntrico. Por isso, deve sempre cultivar a largueza de visão e a concentração, pois no afã de chegar logo aos objetivos, fica dispersivo e envereda por caminhos tortuosos, perdendo grandes oportunidades. Embora não o sendo, o número 1 é considerado 'frio', calculista e pouco comunicativo. Raramente demonstra afeto e compaixão.Contudo, gosta de ser elogiado e admirado. Quando seus projetos ou desejos
não se realizam ou são frustrados, o seu sistema metabólico
sofre sobremaneira e os nervos e a pressão arterial são sobrecarregados, podendo causar graves danos ao organismo. Como líder, sente-se terrivelmente frustrado em posição subalterna e, por vezes, torna-se irascível, violento e
inconsequente, sendo muito difícil trabalhar e conviver em sua companhia. O nascido no dia um necessita saber para poder e querer. Estudar, projetar, manter a consistência no objetivo deve ser sua principal característica, pois tem tendência a deixar tudo pela metade ou a glória aos outros.

21 de jun de 2015

>>>> DICAS DE MODA <<<<: O PODER DA IMAGEM

NO TRABALHO:

Alguns profissionais, cuidam tanto do seu trabalho que esquecem de cuidar da parte mais importante, o seu principal cartão de visitas a imagem pessoal, o comportamento, como o ditado popular, "uma imagem vale mais que mil palavras".

Como e quando é o momento de se pensar na imagem profissional e corporal, que demonstramos no ambiente de trabalho?. O momento é simples, analise o seu público, o seu ambiente de trabalho, qual a linha de trabalho que  você apresenta.

19 de jun de 2015

Vango - Entre o Céu e a Terra

Vango - Entre o Céu e a Terra
Salvar a pele e, ao mesmo tempo, descobrir a própria identidade. Este é o grande desafio de Vango, o jovem herói do novo romance do escritor francês 'Timothée de Fombelle'. Ao ler esse thriller histórico, ambientado no conturbado período entre as duas grandes guerras mundiais, somos impelidos a fugir com Vango pelos cinco continentes, num clima de absoluto perigo e suspense.
Vango é um jovem de origem misteriosa que fala cinco línguas e aprendeu sozinho a escalar muros e paredes e a andar por telhados perfeitamente. Os segredos de seu passado colocam sua vida em perigo, e a única certeza que ele tem é que, desde os 14 anos, alguém o persegue. 

Skoob   Avaliação Final: 

Confesso que não sou muito fã de livros históricos, e são poucos os do gênero que me conquistaram. Quando recebi a oportunidade de conhecer a história de Vango a convite da Editora Melhoramentos, não pensei duas vezes e aceitei, afinal é sempre bom a gente sair da zona de conforto e se deixar surpreender. E posso adiantar para vocês que este livro foi uma surpresa boa!

Vango é um jovem orfão de 19 anos que conhece muito pouco sobre suas origens e foi criada por Mademoiselle, sua babá em uma ilha após eles terem sido salvos  do naufrágio na costa da Sicília. O garoto sempre teve sua vida rodeada por mistérios e a sensação de que alguém o perseguia. Tudo isso se intensifica quando ele está prestes a ser ordenado padre e é acusado de assassinato e ao mesmo tempo sofre um atentado contra sua vida. E é esse o ponto de partida para o início e resolução de alguns mistérios.
Existem pessoas neste mundo que nunca saberemos de onde vêm nem para onde vão.

17 de jun de 2015

Quando você começou a ler?

Olá! Você já se pegou pensando sobre quando você começou a ler? Se você for um leitor assíduo pense em quando começou a se interessar pelos livros e se você ainda não for leitor assíduo, pense em quando você começou a juntar as letras a compreender textos, lá na sua época de escola...

Leitura, reflexão, livros, ler, aproximação, vida, lendo
Web Imagem

Pois esta semana me peguei refletindo sobre este momento e fui direto à minha infância. No início me veio à memória cenas do meu pai lendo um livro vermelho lindo, que eu adorava. Depois me lembrei que quando era menina, um caderno na mão era questão de ordem. Cresci no meio das letras, digamos assim...

Mas você deve estar se perguntando o porquê de eu tocar neste assunto, certo? É que muitas vezes a gente acha que ler é um dom, algo que somente pessoas "muito especiais" possuem, ou mesmo, que é algo chato e sem sentido. Ocorre que minhas experiências têm me mostrado que ler é uma questão de prática, aproximação e permissão. Veja se concorda comigo...

Por exemplo, se você se lembrou de sua época de escola, quando começou a juntar as letras, deve ter se lembrado também de vários exercícios de leitura e reflexões que você precisou fazer para entender como funcionava o processo de escrita e de leitura, junção das sílabas, palavras, frases... etc. Se você está lendo este texto e compreendendo é porque você passou por esta prova. Concorda? Acontece que se aprendemos a ler e não praticamos. Continuamos com a habilidade de leitura, mas vamos nos afastando dela, até acharmos que é algo que não nos pertence... Percebe? É como aquele amigo que ao longo dos tempos vai ficando cada vez mais distante.

A aproximação, por sua vez está intimamente ligada com a permissão. São amigas e andam juntas. E aqui, eu estou falando de ler além daquilo que lhe obrigam. Falo da leitura das coisas que há no mundo e no meio delas, o livro. 

Você passa a ser um leitor (assíduo) quando se permite aproximar dos livros, das revistas, dos jornais... Quando busca a percepção de que há algo além da necessidade de ler e se envolve com a história, com a informação e se deixa levar pela imaginação. E para se permitir, você não precisa ser um gênio, basta querer e se envolver. E isso depende só de você.

Mas agora, que já falei um pouco sobre minhas impressões, gostaria realmente de saber... Você se lembra quando foi que você começou a ler? Conte-nos um pouquinho sobre sua história com as letras.  

Abraços!

´
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...