Apenas um Dia

sexta-feira, novembro 14, 2014

Apenas um diaA vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.
Skoob  Avaliação final:

Este é um livro intenso, apaixonante e cheia de reviravoltas, ou seja uma história digna dos dramas de Shakespeare, onde nem tudo é o que parece,  onde cada pessoa é plural e infinita, e há sempre há algo a ser descoberto. 

Um dia parece muito pouco, mas se paramos um pouco para pensar, é o suficiente para se mudar uma vida. Em Apenas um Dia conhecemos Allyson Healey, uma garota de 18 anos que está viajando com a melhor amiga pela Europa antes de começar a faculdade. Allyson sempre viveu de acordo com aquilo que os outros desejavam para ela e sempre fez tudo para agradar, ser uma boa filha, aluna, amiga, de um modo geral ser uma boa menina. Mas tudo muda quando ela se permite quebrar as regras por 24 horas ao conhecer  Willem e vivenciar aos acasos que a vida pode proporcionar.  Este livro é um convite para conhecer a Europa e se apaixonar em Paris! 

Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em apenas um dia.


Me perdoem o trocadilho, mas este é um livro que a gente lê em apenas um dia, a história é tão envolvente que não conseguimos desgrudar até que chegarmos ao fim. E por falar em fim, ele é daqueles que a gente anseia pela continuação pois precisa saber como as coisas terminam e ao mesmo tempo desejam que elas não cheguem ao fim. A escrita da Gayle é incrível e tudo aquilo que eu senti falta Se eu ficar eu encontrei em Apenas um Dia. 

É mais fácil começar algo quando se sabe que não tem que ver alguém por um tempo. Alivia a pressão.

A cada página consegui sentir os sentimentos de Allyson como se fossem meus. O que torna tudo mais real, mais palpável. É impossível não se ver envolvida em meio a trama e torcer para que as coisas possam ter um final feliz. Em um certo pouco os sentimentos se confundem e vemos nos dramas pessoais se entrelaçando com o dos personagens. Afinal quem nunca se pegou questionando sobre o futuro, sobre suas escolhas, sobre o que teria acontecido se a gente tivesse se arriscando mais, se a gente por um momento deixamos de lado o que as pessoas querem que nós sejamos e a gente simplesmente se deixasse ser aqui que se é, se nos permitíssemos nos redescobrir sem julgamentos e grandes expectativas. 

Gayle nos presenteia com um livro sobre a vida, mas não aquela que a gente cria através de roteiros e rotinas, mas sim a vida que acontece quando a gente não está planejando, quando nos permitimos vivenciar os acasos, sair da rotina, pensar menos no amanhã e aproveitar o agora.  

Mas alguns amores duram para sempre. Especialmente se acontecem em Paris.

Este é o primeiro livro da trilogia Apenas um Dia. Em breve deve ser lançando pela Editora Novo Conceito  Apenas um Ano o segundo volume. Confiram as demais capas:
Apenas um diaJust One YearJust One Night

Você Pode Gostar Também

3 comentários

  1. Oi amiga, gostei da resenha desse mas amooo romances entao tive uma queda por just one year s2
    Amiga me visite tambem:
    Gilvaniaevans.com

    ResponderExcluir
  2. Eu li Se eu ficar e gostei, mas tenho certeza que vou gostar ainda mais desse! Parece ter tudo que um livro que eu gosto tem e o melhor ainda é que eu adoro histórias de curto período! Me lembrou um pouco A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista! Já leu? Recomendo muito!

    Beijocas!

    Meninas Quase Invisíveis

    ResponderExcluir
  3. Nossa que resenha top, fiquei muito afim de ler esse livro <3
    achei incrível o poder que UM dia faz na nossa vida haha demais!

    Acesse Blog Sophie Frou

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.