Entrevista com a escritora Viviane L. Ribeiro

quarta-feira, março 18, 2015

Quem acompanha o blog desde o início sabe que damos o maior apoio aos autores nacionais, principalmente os que estão começando agora. Hoje trazemos para vocês uma entrevista com a escritora Viviane L. Ribeiro autora do livro Coração Artificial, que por sinal já foi resenhado aqui no blog. Confiram a entrevista!

1- Primeiramente gostaríamos de agradecer a oportunidade desta entrevista. Viviane quando você descobriu a paixão pela literatura, tem alguém livro em especial que te despertou este interesse?

Eu que deveria estar agradecendo pela oportunidade de falar um pouco sobre mim e sobre meu livro. Muito obrigada! Aconteceu foi a muito tempo atrás, e dos livros que me despertou interesse posso dizer que foram todos os livros bons que eu li até agora. Quando eu acabava de ler, eu pensava: quero escrever algo assim?. Eles foram minha motivação.

2- O mercado literário no Brasil ainda é pequeno quando comparado a outros países. Na hora de publicar seu livro como foi à busca por editora? Em algum momento pensou em desistir da ideia de publicá-lo?

Foi muito difícil. Foram muitos nãos e muitas portas na cara.
Não. Eu sabia que em alguma hora iria dar certo... mas acabou não sendo do jeito que eu queria, quando o sonho de qualquer escritor nacional é conseguir uma editora tradicional. 

3- Qual foi a sua inspiração para o livro Coração Artificial? Será que podemos esperar a versão da Alicia para a história? E você tem planos de publicar novos livros em breve?

Foram os livros, as músicas, os filmes; minha família.
Você é a segunda pessoa que menciona isso. Acho que não. rs. Tem outras histórias me esperando. Mas quem sabe?

Sim! Tenho dois projetos agora. Um já está quase finalizando. Eu geralmente costumo demorar um bocado nas edições dos meus livros, mas esse parece que vai ser tranquilo entregá-lo logo. Descobri que é mais fácil quando você tem toda a história programada na sua cabeça. 

4- Se você pudesse escolher alguns atores para interpretar os personagens principais da história, quem você escolheria para estar no elenco?

A Alícia pode ser a Ildi Silva, mas sem os olhos verdes, ou a Zoe Saldana mais nova. Agora o Gabriel na minha cabeça me lembra um pouco o cantor Ivo Mozart. 

5- Quais autores te inspiram na hora de escrever? E que livro está lendo no momento ou o último que leu?
Não tenho um em particular não. Mas eu gosto muito da escrita da Tahereh Mafi.
Vou falar do penúltimo que li e que amei. Eleanor e Park. Gostei também muito da escrita dessa autora nesse livro.

6- Um livro, um filme, uma música, um lugar e uma pessoa que marcaram sua vida de alguma forma?
Livro: Um estranho no Espelho, de Sidney Sheldon. Foi uns dos primeiros livros que li, e o final dele mexeu muito comigo; fiquei horas pensando em como o final seria diferente se os personagens tivessem agido de outra forma.
Filme: Titanic. O primeiro filme que chorei. Depois dele veio outros, mas é a ele que eu dedico o primeiro lugar.
Música: Wake me Up do Avicii. Fiquei boba em como uma música pôde definir um personagem que eu criei.
Lugar: Rio de Janeiro. Adoro o mar.

7- Em sua opinião o que falta para que os jovens brasileiros leiam mais, e valorizem um pouco mais nossos escritores nacionais?
Identificação. Eles precisam encontrar algo que desperte neles o sentimento de nação. Os livros nacionais precisam ser mais nacionais.

8- Uma perguntinha que não podia faltar quais são as peças/acessórios coringas na hora de compor o look e fazer aquele make?
Adoro saia e blusa, blusa de frio, sapatinho e um relógio. É meu vício. E uma base incolor e rímel. 

9- Qual a dica que você daria para quem gostaria de seguir na carreira de escritor?
Em primeiro lugar você tem que acreditar em você. Isso é regra. Depois ler muito, muito. E escrever muito, muito, muito. E trabalhar sua imaginação e sua persistência. E, principalmente, não ser aquele tipo de pessoa que começa uma coisa e não termina. Use as pessoas à sua volta para construir seu mundo fictício; isso é o mais perto da verossimilhança que você vai chegar. E escreva sobre uma coisa que você acredita. Escreva uma história que você gostaria de ler. E seja autêntico. E seja fiel a si mesmo e não sacrifique sua história por medo do sistema.

10- E para finalizar gostaríamos de agradecer novamente pela entrevista e pedir que você deixasse uma mensagem para nossas leitoras e leitores.
E como uma citação do meu livro, ?Vá e torne suas vidas extraordinárias. Foi isso o que todos nós fomos destinados a fazer?.

Muito obrigada pela entrevista, Amei.
Beijos para todos.

Você Pode Gostar Também

3 comentários

  1. otima entrevista, eu tbm lancei meu livro e sei que ser autora nacional nao é facil mas é uma alegria <33 adorei as respostas dela....e o blog é lindo :)

    http://www.jacknuit.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ADOREI A entrevista.
    Cara, faz um tempão que quero ler esse livro.. Acho que todo mundo já leu menos eu kkkkkkk
    Adoreiii mesmo.
    Beijos

    Coleções Literárias

    ResponderExcluir
  3. Que legal!

    sweetvictoriia.blogspot.com bjs.

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.