Resposta

by - domingo, maio 20, 2018


Tem uma fase da vida que a gente tem uma certeza absurdo sobre tudo. Tudo é tão definitivo, tão certo que  a possibilidade de mudarmos de ideia algum dia nem nos passa pela cabeça. Pois é, mas assim como todas as fases essa também passa. Infelizmente a minha durou mais do que eu gostaria de admitir, e é uma pena que você tenha me conhecido justamente nessa. 

Eu tinha acabado de sair de uma situação complicada, e há muito tempo não estava nos meus melhores dias (eu sei que isso não é desculpa, mas me ajuda a não sentir tanta culpa). Eu sabia que precisava me reconectar com o mundo, me redescobrir. Eu estava tão certa de tudo aquilo que eu não queria que acabei deixando de lado o que precisava, o que eu merecia ( eu era tão a Emma Watson em As Vantagens de Ser Invisível). Lembro de você me dar conselhos valiosos enquanto eu achava tudo tão antiquado, afinal quem decide a vida aos vinte e poucos anos? Você é claro.  

O tempo foi passando e confesso que apesar de não admitir na época você me mostrou uma nova maneira de ser feliz, de pertencer sem aprisionar. Você escrevia nossa história com uma maestria que deixaria com inveja vários romancistas consagrados, mas eu detestava romance e não via a hora de colocar um ponto final a essa narrativa.  Todos me diziam que eu era louca por ter feito o que eu fiz, mas sempre fui conhecida por ser impulsiva e jamais voltar atrás. Mas as coisas mudam e eu mudei, tudo bem, talvez eu não tenha mudando tanto assim, mas uma coisa eu tenho certeza eu não deveria ter feito o que eu fiz com você, bom pelo menos não daquela maneira.

Era final de novembro e lembro de você fazendo planos para o verão,  quando eu cheguei como se fosse apenas mais um dia, mas você percebeu que tinha algo errado. Tentou me convencer que a gente dava certo, que via em nós um felizes para sempre. Porém eu não queria promessas, mas ainda assim eu te prometi não voltar atrás, não bater na sua porta, nem nenhuma ligação de madrugada depois de algumas taças de vinho. Seria como se você nunca tivesse me conhecido e eu sei que você desejou com todas as suas forças que isso fosse verdade.

 Hoje depois de alguns anos consigo ver com clareza os meus erros cometidos, vejo como você tinha razão sobre tudo, porém o nosso tempo já passou. Se eu pudesse voltar no tempo, não voltaria, mas se pudesse fazer um pedido aos céus eu faria. Eu desejaria que você não tivesse seu coração partido nem perdido sua fé no amor. Lembro como se fosse ontem, no momento em que eu fui embora você me fez uma pergunta (posso ouvir sua voz chorosa), uma pena que eu nunca tenha de dado uma resposta, aposto que teria de surpreendido. Eu sei que isso nunca irá chegar aos suas mãos, afinal é apenas mais um rascunho dentre vários que escrevi. Isto é apenas uma parte de tudo o que eu poderia ter te dito, mas que não estaria nem perto da verdadeira resposta, do que eu deveria ter dito. Eu poderia ter resumido tudo, toda nossa vida em apenas três letras e assim finalmente você teria sua resposta.




Você pode gostar

0 comentários

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.