Vida de Universitário XIV

sexta-feira, agosto 29, 2014

1- Qual seu nome e idade? E nos conto um pouco sobre a sua escolha do curso.

Amanda Souza. 22 anos. Dona do blog MeUniverso.
Bom, eu faço o curso de farmácia. Escolhi o curso porque desde o ensino médio gostava muito de química e cursar algo que fosse da área da saúde era o meu maior sonho.

2-Qual curso você faz e qual semestre está cursando? Sua faculdade é pública ou particular?

Como eu disse em cima, faço/fazia farmácia. Eu acabei de apresentar o meu TCC, só estou esperando a formatura, então estou formada, mas não estou formada ainda.. Haha! E eu estudo em uma faculdade particular.

3-Este é o curso que você queria desde o Início?

Não, nem de longe.. Haha! Eu sempre quis fazer um curso na área da saúde, mas a minha primeira escolha foi fisioterapia, até prestei vestibular pra esse curso quando estava no terceiro ano, mas não passei, graças a Deus. Depois entrei para o cursinho e decidi que ia fazer nutrição, mas ao longo do ano fui mudando de opinião... pensei em fazer direito, química, medicina (a indecisa), mas na véspera das inscrições para os vestibulares, um professor do cursinho comentou que tinha feito o curso de farmácia. Nessa hora deu um estalo na minha mente e eu pensei “Porque não?”. Assim que cheguei em casa pesquisei mais sobre o curso, as áreas em que poderia atuar e decidi que era isso o que eu queria pra mim.

4-Quais eram suas impressões sobre o curso antes e agora que está finalmente o cursando?

Eu sempre soube que não seria um curso fácil, afinal faculdade nunca é fácil, mas era mais difícil do que eu esperava. Mas o curso em si também superou as minhas expectativas, me encantou mais ainda, principalmente quando chegaram as matérias mais especificas da área. O corpo humano sempre me fascinou e poder estuda-lo, entende-lo um pouco mais, me deixou mais fascinada ainda.

5-O curso que você queria tinha em sua cidade/estado ou você teve que se mudar para outro lugar?

Eu moro em uma cidade grande, então tem o curso na minha cidade sim. Além de ser um curso que está crescendo atualmente, então tem em muitas faculdades.

6-Com a mudança do ensino médio para faculdade existe algumas diferenças.

Nossa, muitas. No colégio a gente vai meio que por obrigação dos pais, da sociedade e é sempre aquilo, pouquíssimas escolas são diferentes e 90% delas são só preparatórias para o vestibular. Já a faculdade é muito diferente, você escolhe algo que você gosta para fazer e isso já é um incentivo a mais para estudar.
Sem contar que o ritmo é diferente. Estudos, trabalhos, provas, é tudo diferente, até a dedicação é diferente. As nossas preocupações mudam de “passar no vestibular” para “estudar o máximo para me destacar no mercado de trabalho e ser um ótimo profissional”.

7-Qual sua dica para quem vai prestar vestibular em breve? Qual foi a estratégia de estudo que você usou e aprovou?

Eu sou o pior exemplo para ser seguido.. Haha! Apesar de ter feito cursinho, na época eu não estava focada, nem queria estar lá, estava com a cabeça em outro lugar em outros objetivos. Mas eu tive uma certa pressão para entrar logo na faculdade, então fiz o vestibular só que eu não estava nem um pouco preparada e a prova disso é que eu nem passei na primeira fase dos vestibulares para faculdades públicas.
Então a minha dica é, tenha certeza do que você quer, não faça só por pressão das pessoas, porque a pior coisa é se arrepender de algo. E outra dica é, não fique tão bitolado para passar em uma faculdade pública, pelo menos em grandes cidades do Brasil, que tem outras opções boas de faculdade, porque se tem algo que essa faculdade me ensinou é que não precisa ser pública para ser a melhor. Eu fiz em uma faculdade que nem é muito conceituada na minha área e me sinto tão preparada quanto, ou até mais, do que uma pessoa que estudou em uma faculdade pública, isso porque eu tive professores super capacitados e me dediquei a aprender aquilo que o curso ensinava.

8-Fale um pouco do seu curso, como é a grade, as possibilidades de mercado, vantagens e desvantagens?

Bom, a grade varia um pouco de faculdade para faculdade e também depois de alguns anos eles vão mudando a grade para melhorar o ensino cada vez mais, a grade de hoje é diferente da grade que era quando eu entrei. Mas o básico é: bastante química, biologia, anatomia, bioquímica, matérias mais específicas como farmacologia, atenção farmacêutica, química farmacêutica, técnicas farmacêuticas, controle de qualidade, matérias mais focadas a hospital, ou indústrias, ou a analises clínicas e também um pouco de economia e gestão na farmácia.

Bom, o campo de atuação de um farmacêutico é muito vasto. Você pode trabalhar em indústrias farmacêuticas, cosméticas, alimentícias. Com análises clínicas, em hospitais, com pesquisa, em uma drogaria ou farmácia de manipulação e diversas outras coisas.
A vantagem é justamente essa, ter muitas áreas de atuação e a desvantagem é que não é uma área muito valorizada e que você tem que realmente amar o que faz, porque algumas vezes você trabalha bastante.

9- Conte-nos um pouco sobre a sensação desta nova fase, o que mudou em sua vida? A e também nos conte como foi seu trote?

Mudou tudo. Eu precisei ter mais responsabilidade, me dedicar mais aos estudos. Comecei a trabalhar na área e precisei aprender a associar o estudo com a prática. É difícil explicar, só quando a gente passa por isso que consegue entender.
E sobre o trote, eu não tive porque a minha faculdade não permite que tenha trote.

10-O que você poderia dizer para nossos leitores, que você acha importante para quem esta fazendo vestibular e para aqueles que já estão na universidade?

DEDICAÇÃO! Essa é a palavra chave do sucesso. Com dedicação, perseverança, paciência e amor pelo que faz, você chega onde quiser.

Agradeço pela oportunidade de responder essas perguntas e mostrar um pouquinho do meu curso e, quem sabe até incentivar alguém a seguir o mesmo caminho.

Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Nossa amei essa pequena entrevista , como sou universitária me identifiquei com alguns pontos da fala da Amanda. Muito bacana a iniciativa desse tipo de entrevista , pois se algum leitor que frequenta o blog tiver curiosidade em determinada profissão acaba tendo muitas informações com esse post!

    Beijos , Annna

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Ficou muito bom!
    Muito obrigada por me deixar participar desse quadro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse blog tá muito amor, que graça, que adorável :)

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?

    Adorei a entrevista! Farmácia não é uma facul fácil, minha irmã ganhou ela com bolsa integral mas não quis fazer hahaha Eu pretendo fazer Jornalismo, mas concordo completamente que a dedicação é a chave :)

    Beijocas
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.