Crise dos 20

quarta-feira, junho 11, 2014



- É isso, Fernando. A vida me engoliu. Eu costumava sonhar tanto e agora as louças estão sempre limpas. Eu vou ao banco, ao supermercado, eu me visto confortavelmente, faço coques no cabelo, enfim... sou uma mãe sem filhos. E, olhe só como o mundo é engraçado, mesmo o céu, nesses últimos tempos, tem sido nublado. Não ria. Não é de se rir. Eu sei que você pensa que eu sou mesmo dada a crises existenciais e toda essa coisa que se aprende com Sartre, mas que nunca se coloca em prática. E sou mesmo, mas não é o caso. O caso é que eu nunca mais terminei um livro, até comprei um ou dois no mês passado, mas eles andam empoeirados na estante. E não é só isso. Eu até aprendi os nomes de todos os personagens dessa novela nova. Estou ficando cada vez mais velha! Já disse que não é pra rir. Eu juro pra você. Até minha bunda, Fernando! Está toda furadinha, não posso nem sentar que os furinhos aparecem. Uma vergonha! Até procurei uma academia, me matriculei, comprei um tênis e roupas esportivas, só que daí cheguei lá e deprimi. Aquele lugar é pra gente jovem e serelepe, me senti deslocada, triste mesmo, e fui comer um pastel pra ver se alegrava. Acho que o problema é a faculdade, os professores sugam muito e mal me resta tempo pra viver. Viu como eu tô velha? Culpando o tempo, como todo mundo que é velho faz. Se o Sartre me ouvisse agora... Ai, Fernando, como que as pessoas conseguem se manter jovens com todas essas coisas? Como as pessoas podem comemorar a passagem do tempo como se fosse uma coisa boa? Acredita que vendem cremes antirrugas específicos pra minha idade agora? Eu nem devia estar bebendo, meu corpo não vai mais se recuperar com a mesma facilidade dos 19 aninhos. Não, não! Devolve meu copo! Eu tenho o direito de fazer um pouquinho de drama. Sou praticamente uma senhora agora, não se faz vinte anos todos os dias. (Silêncio). Fernando, acho que já está na hora. Toma aqui trinta, você pode ir lá pagar a conta? Obrigada. Não, pera, Fernando! Trás balinha pra mim? Aquela de coração, por favor.

Você Pode Gostar Também

2 comentários

  1. HAHAHAHAHA, bem isso! Eu que tenho 16 já me sinto velha :c
    Mas poxa, observando outra pessoa falar é diferente. Ainda se é jovem com 20, com 30, com 40, 50... basta aproveitar os momentos que a vida nos trás, que o tempo parecerá não perdido!


    Tentando Esquecer | Facebook

    ResponderExcluir
  2. Ai mds!!! Que saudades desse blog, ta tudo lindo viu? <3 E eu amei o texto, super bem escrito e reflexivo =)

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.