Meus risos.

terça-feira, setembro 17, 2013

Aprendi a amar quebrando a cara, limpando lágrimas e soluçando entre o choro.
Aprendi o verdadeiro valor do eu te amo depois de uma noite de insônia.
Passei anos para acreditar ser verdade essa frase sussurrada ao meu ouvido. Nada de mais, era só medo de acreditar, já acreditando.
Porque por mais que uma parte minha colocasse um sorriso apaixonado no rosto, a outra tinha medo de se abrir. Então ninguém nunca me teve por inteira.
Tinha receio de ser só isso, um eu te amo falado no meio da euforia.
Não carrego dores e não trago desilusões.
Por sinal não lembro muito bem delas. Apesar de terem sido fundamentais.
Aprendi que certas coisas, mesmo marcantes, podemos conviver com a ideia de não existirem mais.
Tudo é válido, todas as vezes que fiquei calada e as inúmeras vezes que  encarei, era só eu me tornando a eu de verdade, lapidada.
Amo, muito, intensamente. Nunca pensei de outra forma. Minha intensidade muitas vezes me levou a frustrações, mas não a desistência.
Acredito no amor, mesmo não aprovando a forma como me torno dependente dele.
Mas, encontrei minha felicidade, e o que importa nessa vida, não são as lágrimas e sim, os sorrisos.

Você Pode Gostar Também

3 comentários

  1. concordo com o texto, vivendo e aprendendo, amando e sofrendo. bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto!
    Eu já sofri muito por amor. Já chorei e já ri muito. Mas sempre acho que a cada relacionamento eu aprendo mais um pouco e me conheço mais um pouco.

    Blog | Facebook

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.