E eu odeio amar você.

segunda-feira, outubro 15, 2012


Eu odeio acordar com a claridade no meu rosto, odeio acordar cedo e odeio quando me acordam gritando e odeio a dor de cabeça que eu sinto depois. Odeio tomar banho com água fria logo cedo, odeio chuveiro fraco, odeio quando o sabonete não está no banheiro. Odeio café, leite, ameixa e odeio quando não tem suco para eu tomar. Odeio ônibus e odeio quando ele está lotado e aquelas pessoas te empurram como se a cadeira vaga fosse à passagem para o paraíso, odeio o enjoou que eu sinto quando ando de ônibus. Odeio esperar, odeio fila e odeio mais ainda quando andam devagar na minha frente. Odeio quando mentem para mim, e quando dizem que eu estou mentido quando não estou, odeio quando tentam me ensinar uma coisa que eu já sei, odeio machismo, racismo e egoísmo. Odeio barraco, mas quer um conselho? Não pisa no meu calo. Odeio as amigas do meu namorado e odeio mais ainda as que querem ser mais que amigas. Odeio quem humilha os outros só pra se sentir melhor. Odeio hora marcada, odeio quando olham pra mim e quando não olham e isso deixa qualquer um com dúvidas e eu também odeio dúvidas. Odeio quando falam que tem algo pra me dizer e ficam me enrolando só pra que eu fique correndo atrás para saber o que é. Odeio códigos, odeio quem me manda calar a boca, odeio aquelas meninas da escola que gritam por qualquer coisa, que são as mesmas que parece que passam a vida inteira ovulando porque vivem se requebrando em qualquer espaço só pra chamar atenção.  Odeio aquelas meninas vadias que se fingem de santas. Eu odeio o meu ciúme e odeio o que ele faz comigo, me deixa calada e me faz perder a oportunidade de falar o que tenho pra falar. Odeio quando não me ligam, odeio quando combinam alguma coisa comigo e não aparecem. Odeio quem promete e não cumpre. Odeio quem me imita, quem repete tudo que eu falo. Odeio quem não atende ao telefone. Odeio quando alguém fala que não gosta das coisas que eu gosto e odeio mais ainda quando eu deixo de falar às coisas que eu odeio só porque vou machucar alguém, e por falar em machucar eu odeio quem me machuca e diz que não teve intenção. Odeio quando eu me decepciono com as pessoas e odeio quando elas dizem que eu as decepcionei. Odeio homem sem atitude. Odeio pintar a unha e arrumar o cabelo dos outros, mais faço! Odeio aquelas garotas com uma voz fresca e que andam saltitando por ai como se fossem felizes em tempo integral.  Odeio quando eu to com raiva e vem alguém e pergunta “ta com raiva?” Odeio as garotas que dão em cima do que eu considero meu. Odeio quando eu passo e vêm aqueles homens que parecem que nunca viram uma mulher e vem toca-las, olha querido, olhar não tira pedaço, mais não toca. Odeio velho safado, criança safada e homem ingênuo, eu já falei isso não foi? É porque eu odeio mesmo.  Odeio a minha insegurança em relação a tudo, odeio a minha TPM que me faz chorar e odiar o mundo e odeio você, porque mesmo odiando o seu passado, a sua mania de querer ser imbatível, as suas mordidas que doem horrores e quando você não atende o celular quando eu ligo você sabe me fazer te amar, ah e como eu odeio esse controle que você tem sobre os meus sentimentos.


Você Pode Gostar Também

1 comentários

  1. Simplesmente incrivel! Achei o texto tão profundo, e sinceramente meigo, relatando muitas coisa que todos nos odiamos. A profundidade, a sinceridade estão expressas em cada palavras, li e adorei =D

    Bjs

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.