Coffee, please!

domingo, agosto 07, 2011

Meu amor, meu estômago agora reclama, reclama por eu ter trocado você pelo café, forte demais.Ele diz que sem você o capuccino amarga, pesa e arde.Peço calma, e preencho ele com coisas ácidas, coisas minhas mesmo.Tudo bem, eu até entendo esse protesto bobo, fisiológico, mas até mesmo meu corpo tem que seguir menino.Com ou sem você. Então, o café me ajuda a não dormir, assim consiguo cumprir as minhas obrigações adiadas, e enegrecer a saudade que guardo.Não te peço pra voltar, sei que seu orgulho é um bicho forte, difícil de matar, então, continue distraindo-se com coisas passageiras, com amigos de estação.E quem sabe, eu ainda aprenda fazer aquele macarrão que você gosta.Talvez eu te ensine a diferença entre prender e amar.
Isabela Ribeiro.

Meu amor, meu estômago agora reclama, reclama por eu ter trocado você pelo café, forte demais.Ele diz que sem você o capuccino amarga, pesa e arde.Peço calma, e preencho ele com coisas ácidas, coisas minhas mesmo.Tudo bem, eu até entendo esse protesto bobo, fisiológico, mas até mesmo meu corpo tem que seguir menino.

Com ou sem você. Então, o café me ajuda a não dormir, assim consiguo cumprir as minhas obrigações adiadas, e enegrecer a saudade que guardo.Não te peço pra voltar, sei que seu orgulho é um bicho forte, difícil de matar, então, continue distraindo-se com coisas passageiras, com amigos de estação.E quem sabe, eu ainda aprenda fazer aquele macarrão que você gosta.Talvez eu te ensine a diferença entre prender e amar.

Você Pode Gostar Também

3 comentários

  1. Isabela que texto bacana, bem escrito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Achei muito pessoal, mas super contagiante! Adorei o jeito como relacionou as coisas com o coffe

    ResponderExcluir
  3. Quer seu sorteio divulgado no nosso blog? saiba como - http://goo.gl/DGOkb

    www.desjeosdemenina.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante para nós, fique a vontade para comentar. Obrigada pela visita! Volte sempre.